22/12/2015 13h05 - Atualizado em 22/12/2015 13h05

Ministro do Planejamento volta a defender CPMF e mudanças na Previdência

Simão destacou ainda que novas medidas legislativas serão necessárias.
Foto: Evaristo Sá/AFP
Foto: Evaristo Sá/AFP

A CPMF será determinante para o Brasil alcançar a meta de superávit primário de 2016 e mudanças na área da Previdência são primordiais, defendeu nesta terça-feira o ministro do Planejamento, Valdir Simão.

“A CPMF está prevista e ela é muito importante para que possamos alcançar o resultado primário previsto para o ano que vem. Vamos trabalhar para a aprovação da CPMF”, disse Simão a jornalistas, após cerimônia de transmissão de cargo ao lado do agora ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. A meta de superávit primário (economia para o pagamento de juros da dívida pública) em 2016 será o equivalente a 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB.

Simão destacou ainda que novas medidas legislativas serão necessárias, principalmente na área da Previdência, sobretudo em relação aos benefícios permanentes. “Temos que adaptar o sistema (previdenciário) para garantir o pagamento às futuras gerações”, disse.

Em seu discurso, Simão afirmou que o Ministério do Planejamento trabalhará em conjunto com a Fazenda e o poder Legislativo para recuperar a confiança e o equilíbrio fiscal diante do quadro econômico crítico do país.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505