21/12/2015 16h42 - Atualizado em 21/12/2015 16h42

Presidente da Câmara e líderes discutirão impeachment com presidente do STF

O encontro, marcado para esta terça-feira (22).
Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

O presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva – Paulinho da Força (SP), informou nesta segunda-feira, 21, que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convidou todos os líderes partidários a participar de uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski.

O encontro, marcado para esta terça-feira, 22, terá como objetivo esclarecer dúvidas dos parlamentares sobre a decisão da corte na última semana sobre o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segundo Paulinho da Força, ficaram dúvidas sobre como será formada a comissão especial que avaliará o processo de impeachment na Câmara, como se dará a eleição de presidente e relator no colegiado e como ficará, a partir de agora, a formação das comissões permanentes na Casa.

“Tem uma série de dúvidas que precisamos esclarecer”, disse o deputado.

Ainda de acordo com o líder, caso essas dúvidas não sejam esclarecidas, o presidente da Câmara pretende entrar com embargo de declaração assim que for publicado o acórdão do julgamento.

Paulinho também afirmou que a oposição apoiará a proposição do DEM para alterar o regimento interno permitindo a inclusão de candidaturas avulsas na eleição para a formação de comissões.

Segundo o deputado, o grupo já tem 140 das 257 assinaturas necessárias para aprovar a urgência de apreciação do projeto.

Ele disse não temer a reação do governo, contrário à proposta do DEM. “O governo tem muito pouco voto aqui”, alfinetou.

Fonte: Exame.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505