18/12/2015 09h23 - Atualizado em 18/12/2015 09h23

Tribunal de Justiça realiza Aula Inaugural do Pronatec Sistema Prisional, no Compaj

A aula inaugural foi realizada na quinta-feira, 17.
Foto: TJAM
Foto: TJAM

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), através do Projeto Começar de Novo, promoveu a Aula Inaugural do Pronatec Sistema Prisional, na manhã desta quinta-feira (17), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no KM 08 da BR 174. A iniciativa é uma parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam) e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Presidente do Grupo Permanente de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do TJAM, o desembargador Sabino Marques esteve presente na Aula Inaugural, ao lado do secretário-adjunto da Seap, Major Klinger, e a coordenadora-geral do Pronatec/IFAM, professora Maria Etelvina da Silva Leão.

Os cursos que serão oferecidos são: Mecânico de Ar Condicionado Automotivo (20 vagas) e Mestre de Obras (20 vagas), destinados aos sentenciados do Compaj Semiaberto; Artesão de Pintura em Tecido (20 vagas), aos sentenciados do Compaj Fechado. A Unidade de Ensino que promoverá a qualificação profissional dos sentenciados do regime semiaberto e fechado será o IFAM – Campus Manaus Centro.

“Toda profissão é nobre. É uma oportunidade para abraçarmos e fazer o esforço. É reconhecer e acreditar no ser humano. A oportunidade está sendo posta. Entendemos as dificuldades que atravessamos. Que não percam a oportunidade”, ressaltou o desembargador Sabino.

Para o Major Klinger, o objetivo da Seap no projeto é humanizar o sistema. “Agradeço a iniciativa de terem se matriculado. Eles precisam acreditar e não faltar aos cursos. O que a secretaria puder fazer para buscar melhorias, estaremos buscando”, assegurou o secretário-adjunto.

Já a professora Etelvina Leão destacou que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam) busca oferecer oportunidade de educação profissional a todas as pessoas. “Temos esse propósito de levar essa educação a todos os cantos do Estado. Demos cursos para índios Mura em Autazes e foi um sucesso. Muitos acreditavam que os índios não queriam aprender nada, mas quebraram a cara porque os índios não faltaram um dia. Como o desembargador Sabino falou, eu também acredito no ser humano. Nossa mudança é interior”, finalizou a coordenadora do Pronatec/Ifam.

Fonte: TJAM

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505