20/01/2016 12h25 - Atualizado em 19/03/2016 12h49

Café Teatro exibe versão restaurada de filme clássico de Silvino Santos

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A busca pela terra lendária do Eldorado acaba encontrando as maravilhas do interior da Amazônia no filme “No Rastro do Eldorado”, obra clássica do cinema amazonense que será exibida em uma versão restaurada e digitalizada nesta sexta-feira, 22, a partir das 14h, no Les Artistes Café Teatro, Centro Histórico da cidade. A exibição é uma iniciativa do jornalista e pesquisador Sávio Stoco e faz parte do projeto “Caravana Crítica do Cinema Amazônico”, que já passou por outras cidades da região Norte e chega a Manaus com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Produzido em 1925, o filme foi dirigido pelo cineasta Silvino Santos, considerado pioneiro do cinema no Amazonas, e acompanha a famosa expedição científica liderada pelo médico e geógrafo norte-americano Alexander Hamilton Rice saindo de Manaus em direção ao Rio Uraricuera, na atual região de Roraima. A versão que será exibida na sexta-feira inclui intertítulos inéditos que faziam parte da obra original, mas estavam considerados perdidos há mais de 50 anos.

O resgate do material perdido se deu durante a pesquisa de mestrado de Sávio Stoco, realizada na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “Durante a pesquisa, um dos itens encontrados foi justamente um documento depositado na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em que estava a transcrição dos intertítulos originais do filme, de autoria do escritor Álvaro Maia”, conta Sávio.

A versão digitalizada do filme inclui os intertítulos e foi montada a partir de duas cópias conhecidas do material, uma depositada na Cinemateca Brasileira de São Paulo e outra, com alguns minutos a mais, disponível no acervo do Smithsonian Institution, em Washington (EUA). “Essa nova cópia integral muda muito a impressão que se tem do filme já que muitos pesquisadores se sentiam desorientados com o material que tínhamos até então. É um ótimo documento fílmico para acessarmos aspectos das interações e história amazonense e brasileira”, destaca Sávio.

Durante a sessão comentada do filme, o pesquisador pretende abordar alguns dos aspectos do longa analisados em sua dissertação.

Ainda não há previsão de lançamento ao público dessa versão de “No Rastro do Eldorado”, mas o projeto está nos planos do Conselho Municipal de Cultura (Concultura) que já lançou, em 2014, outra obra de Silvino Santos em DVD, o clássico “No País das Amazonas”.

Caravana

A Caravana Crítica do Cinema Amazônico também integra a Oficina Crítica do Audiovisual que acontece nesta quinta-feira, 21, das 9h às 18h, também no Les Artistes Café Teatro. A oficina deve focar no desenvolvimento de análises críticas de filmes e é voltada a todos os interessados na área. Não é necessário efetuar inscrições prévias. Todas as atividades do projeto são gratuitas.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505