21/01/2016 09h39 - Atualizado em 29/01/2016 11h19

Conselho de Economia do Amazonas dá posse a nova diretoria

O Corecon atua no registro de projetos de viabilidade econômica de empresas que buscam implantação no PIM.
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon/AM) deu posse neste mês ao economista e empresário Nelson Azevedo como novo presidente da instituição e ao economista José Guilherme Fonseca de Azevedo como vice-presidente do conselho. A eleição dos novos dirigentes foi decidida na primeira plenária do ano na sede da entidade e o mandato da nova gestão valerá para todo o ano de 2016.

Os novos administradores do Conselho foram eleitos com o compromisso de defender a classe dos economistas lutando por seus direitos e garantindo o respeito à profissão. Nelson Azevedo e José Guilherme também firmaram o acordo de fiscalizar a profissão combatendo a existência dos profissionais sem registro.

A profissão de Economista é regulamentada pela Lei Federal 1.411/1951. Para ser economista, é necessária a graduação em Ciências Econômicas, bem como ser registrado em um dos Conselhos Regionais de Economia.

Nelson Azevedo, que foi por duas vezes vice-presidente do Corecon-AM, agradeceu a confiança dos colegas. “Sou grato aos conselheiros que mais uma vez nos confiaram a responsabilidade de administrar uma das instituições mais importantes do Amazonas e reafirmamos o compromisso de defender a classe e continuar com a valorização ao nome da entidade”, disse o novo presidente do Corecon-AM.

O novo vice-presidente do Conselho, José Guilherme, afirmou que é gratificante fazer parte da administração de uma instituição como o Conselho de Economia prometeu estar presente nas discussões sobre os direitos dos economistas e sobre a conjuntura da economia, realizando diagnósticos e propondo soluções para superar os problemas, em especial do Amazonas. “Espero que a minha presença possa contribuir e receber o apoio integral da nossa classe e da sociedade como um todo”.

Sociedade
Atuando também como vice-presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, afirmou que o Conselho de Economia continuará sendo referência sobre orientações de assuntos da macro e micro economia e prometeu ampliar a atuação da instituição neste ano.

“Apesar de ser uma entidade de classe, temos consciência da importância do Corecon-AM dentro do debate de assuntos sociais e econômicos do Estado e da capital. Por essa razão, pretendemos ampliar o alcance dessa missão”, garantiu o gestor.

O Conselho de Economia atua, principalmente, no registro de projetos de viabilidade econômica de empresas que buscam implantação no Polo Industrial de Manaus (PIM) e que, hoje, possui um processo ágil e transparente.

“Queremos dar continuidade a esse processo e investir em recursos tecnológicos para que haja mais dinamismo na liberação das propostas de viabilidade econômica. Com isso, ganha a sociedade e o todo o Estado já que teremos mais empresas atuantes no Polo Industrial”, finalizou Nelson Azevedo.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505