22/01/2016 15h24 - Atualizado em 22/01/2016 15h25

Mercado imobiliário aponta crescimento no Amazonas

O aumento é de 250% no volume de vendas durante o mês de dezembro.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O mercado imobiliário começou o ano com boas noticias e registrou aumento de 250% no volume de vendas durante o mês de dezembro de 2015, em comparação ao mês de novembro do mesmo ano.

O valor médio do metro quadrado em Manaus foi avaliado em R$ 4.451,33, bem abaixo da média divulgada pelo índice FIPE-ZAP, onde a média nacional situa-se em R$ 7.300,00.

A movimentação real do mercado mais que triplicou na capital amazonense, passando de R$ 23,5 milhões em novembro para R$ 71,3 milhões em dezembro.

O mercado imobiliário de Manaus deu um grande salto no final do ano passado. E com um aumento de 250% em suas vendas, triplicou seu faturamento, passando de R$ 23,5 milhões em novembro, para R$ 71,3 milhões movimentados no mês de dezembro.

Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (21), pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi) – AM. Captados no último mês de dezembro de 2015, eles foram adquiridos através da segunda pesquisa feita pela instituição com suas 28 empresas associadas, que juntas representam 90% do mercado imobiliário do Amazonas.

“Este saldo positivo mostra a confiança que o investidor está tendo no nosso mercado hoje, que é o melhor momento para se investir em imóveis, pois tudo é favorável para o comprador. Existe uma grande oferta de produtos, há facilidade na linha de crédito e juros flexíveis”, explicou o presidente da Ademi, Romero Reis.

Ainda de acordo com a pesquisa, o valor médio do metro quadrado em Manaus foi avaliado em R$ 4.451,33, bem abaixo da média divulgada pelo índice FIPE-ZAP, que avalia a média de preços em 20 cidades brasileiras, onde a média nacional situa-se em R$ 7.300,00.

“Essa informação joga por terra a ideia de que Manaus tem preços altos no mercado imobiliário, mesmo com a peculiaridade de não ser centro produto de matérias primas para a construção civil, além dos pesados custos logísticos da região”, afirmou o presidente.

Na capital, o bairro Terra Nova apresentou o menor preço de venda por metro quadrado, R$ 3.239,00, e o bairro Adrianópolis o mais alto, R$ 7.828,00.

Ao todo, 232 imóveis foram vendidos em Manaus em dezembro de 2015, 166 a mais que em novembro, apresentando um índice de velocidade de venda sobre a oferta, da ordem de 6,7%, acima da média nacional que é 5%. O bairro Santa Etelvina possui maior número de unidades habitacionais vendidas, foram 62 no mês. Todas elas adquiridas através do programa “Minha Casa Minha Vida”, e em segundo lugar ficou o bairro de Flores, com 41 unidades.

A pesquisa trouxe números ainda mais interessantes. Em Manaus, com 570 unidades, o bairro Adrianópolis é o que possui mais unidades disponíveis para venda, seguido pela Ponta Negra, com 509. Atualmente Manaus possui 2,8 mil imóveis residenciais disponíveis.

Esses dados mostram que nem sempre o bairro que mais oferta produtos é o que mais vende. “A pesquisa mensal, é uma grande ferramenta de inteligência de mercado, orientando tanto o incorporador/construtor, onde lançar seus empreendimentos, no tamanho do imóvel e especificações adequadas, bem como servir de informação valiosa para o consumidor, permitindo escolher o produto imobiliário adequado ao seu bolso, tornando o momento atual, extremamente atraente para realização do sonho da casa própria, pela variedade da oferta, e condições de financiamento e pagamento, fortalecendo o mercado imobiliário na cidade de Manaus e em todo o estado do Amazonas”, explicou o presidente da Ademi, Romero Reis.

Outros aspectos interessantes:
* apartamentos de dois quartos foram os mais procurados em dezembro, sendo vendidas 124 unidades, sendo estes também os mais ofertadas, com 1,2 mil habitações disponíveis, seguidos bem de perto pelas unidades de três quartos;

* observa-se um comportamento expressivo no perfil dos compradores em relação aos tamanhos de área privativa, onde as unidades de 50 a 100 metros quadrados foram os preferidos, vendendo 215 unidades, com índice de 93% da preferência de venda, em dezembro de 2015.

* os consumidores no Amazonas têm optado por empreendimentos prontos, totalizando 132 unidades negociadas, com índice de 57% das vendas, permitindo o uso imediato.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505