15/01/2016 09h42 - Atualizado em 15/01/2016 09h42

Prévia do PIB cai pela nona vez seguida em novembro

Na comparação com novembro de 2014, o índice caiu 6,72%.
Foto: Divulgação/Petrobras/VEJA
Foto: Divulgação/Petrobras/VEJA

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB), teve baixa de 0,52% em novembro ante outubro, a nona consecutiva, na série com ajuste sazonal. O resultado veio menor do que a mediana de -0,90% das estimativas apuradas pela Agência Estado com 35 instituições financeiras.

Na comparação com novembro de 2014, o índice caiu 6,72%. Em 12 meses, o recuo é de 3,63% e no acumulado de 2015 até novembro, a retração está em 3,88%, ambos na série com ajuste. No ano passado, apenas o mês de fevereiro (+0,53%) não teve retração mensal do nível de atividade.

A baixa vista em novembro era esperada, já que os indicadores mensais indicavam um cenário ruim. A produção industrial teve no penúltimo mês do ano uma queda de 2,4%, a mais forte desde dezembro de 2013. No mesmo mês, o volume do setor de serviços registrou queda de 6,3% – a maior da série histórica do indicador, iniciada em 2012.

“A gente está vendo o PIB em queda livre. Todos os sinais são de que a gente vai continuar assim por um tempo ainda”, avaliou a economista-chefe da XP Investimentos, Zeina Latif.

No Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de dezembro, o BC revisou sua previsão de queda para o PIB de 2015 de -2,7% para -3,6%. Para 2016, a primeira estimativa apresentada pela instituição é de um recuo de 1,9% da atividade.

No Relatório de Mercado Focus da última segunda-feira, a mediana das expectativas para o PIB estava negativa em 2,99% para 2016 e em +0,88% para 2017.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505