06/01/2016 11h02 - Atualizado em 6/01/2016 11h02

Prodam leva internet ao Museu da Amazônia, na Reserva Ducke

A iniciativa faz parte do programa Amazonas Digital.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os visitantes do Museu da Amazônia (Musa), localizado na Reserva Ducke, bairro Cidade de Deus, Zona Leste, agora podem contar com o serviço de internet wireless (sem fio). A iniciativa faz parte do programa Amazonas Digital, que disponibiliza internet gratuita em locais públicos e de grande circulação de Manaus, como PACs, praças e escolas estaduais.

O diretor adjunto do Musa, Alvaro Roberto Moraes, conta que a partir de agora os monitores, pesquisadores e, principalmente, os visitantes do museu, poderão usufruir da novidade e que isso deverá contribuir para a aproximação do público ao espaço. “O acesso à internet promove inclusão e proporciona acesso ao conhecimento”, comentou Moraes.

Criado em janeiro de 2009, o Musa ocupa 100 hectares da Reserva Adolfo Ducke, uma área de floresta de terra firme nativa que há mais de 30 anos vem sendo estudada por cientistas. Os resultados dessas pesquisas, reunidos em catálogos sobre temas como plantas, pássaros e rãs, são o ponto de partida do acervo do museu. Trilhas e torre de observação dentro da floresta, além de exposições temáticas são os meios para acesso a este acervo.

De acordo com o analista de TI da Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (PRODAM), que desde 2009 é responsável pela implantação e desenvolvimento do projeto Amazonas Digital, Fábio Amoedo Junior, o sistema de comunicação wireless é uma das formas mais eficazes de permitir que um grande número de usuários possa navegar na web, ao mesmo tempo, tendo assegurada a qualidade da navegação.

Com a implantação da tecnologia, os usuários passaram a acessar a internet, por meio de equipamentos móveis pessoais, como celular, tablet e notebook. “Ao localizar a rede wireless do Amazonas Digital, basta que o usuário faça o cadastro inicial, fornecendo seu nome, CPF, login e senha”, explicou Fábio, que é integrante da Supervisão de Redes de Longa Distância da PRODAM.

Atualmente, existem em Manaus 22 locais públicos, onde a população pode acessar gratuitamente o sinal do Amazonas Digital, entre eles, Centros de Convivência, PACs e praças. O projeto, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), foi criado com a missão de promover a inclusão digital junto às populações sem acesso aos recursos de tecnologia da informação e comunicação.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505