05/01/2016 11h02 - Atualizado em 5/01/2016 11h02

Projeto prevê que impostos sobre tabaco e remédios sejam destinados à Saúde

Medida pode representar mais R$ 20 bilhões ao ano para o setor.
Foto: Divulgação/ Clickmidianeira
Foto: Divulgação/ Clickmidianeira

Projeto de Lei (PL) 147/2015, que tramita no Senado, prevê que recursos provenientes dos impostos sobre tabaco e medicamentos sejam vinculados ao setor de saúde. O texto, do senador Otto Alencar (PSD-BA), ainda deve ser aprovado pelo Plenário do Senado e, depois, seguirá para deliberação dos deputados.

De acordo com a proposta, serão destinados ao Fundo Nacional de Saúde (FNS) os Impostos sobre Produtos Industrializados, de Importação e de Exportação (IPI, II e IE) incidentes sobre medicamentos e produtos derivados do tabaco, bem como a arrecadação do Imposto de Renda (IR) sobre os lucros das empresas produtoras desses bens.

O FNS financia despesas do Ministério da Saúde e também é repassado aos Estados e Municípios para custear investimentos e ações ligados ao SUS.

Segundo o autor do projeto, a medida pode representar mais R$ 20 bilhões ao ano para o setor. Alencar defende que é justo destinar a arrecadação dos impostos federais sobre o lucro das empresas produtoras de derivados do tabaco e medicamentos e sobre a comercialização ou industrialização desses bens ao fundo, visto que os medicamentos destinam-se ao tratamento de doenças e os produtos do fumo criam elevados encargos ao orçamento da Saúde.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505