13/01/2016 14h15 - Atualizado em 18/01/2016 03h12

Reajuste no valor da energia: Órgãos de defesa do consumidor preparam-se para nova batalha judicial

No próximo dia 21, representantes irão ao Tribunal Regional Federal, em Brasília.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os órgãos de defesa do consumidor amazonense, que têm investido conjuntamente contra os abusos que vem sendo praticados exacerbadamente contra o povo por meio da Eletrobrás Amazonas Energia e Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel, reuniram mais uma vez, na tarde de terça-feira (12), na sede do Procon estadual, para montar estratégia de nova batalha judicial em defesa dos direitos do consumidor.

Ao final do encontro, o vereador Álvaro Campelo (PP) fez um resumo das providências que serão tomadas a partir de agora.

“A Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel, entrou com um Agravo de Instrumento contra a liminar que suspendeu o aumento de quase 40% nas contas de energia elétrica do consumidor de Manaus, e agora nós vamos preparar as contra-razões desse recurso”, garantiu Álvaro Campelo.

O vereador informou que o grupo decidiu que existe a necessidade de que os representantes dos órgãos de defesa do consumidor envolvidos conjuntamente nesta luta se desloquem até Brasília, no próximo dia 21, para ir até o Tribunal Regional Federal para conversar com o desembargador que analisa a questão, e tentar sensibilizar aquela autoridade, mostrando que esse aumento, caso venha realmente a ocorrer, trará enormes prejuízos à economia amazonense, já que estamos vivendo um período turbulento na economia e isso significa grandes perdas para o consumidor do Estado do Amazonas.

“Trata-se de uma questão que nos preocupa muito, uma vez que envolve, além do reajuste de 40% nas contas de energia elétrica para o consumidor residencial e 42% para a indústria, além da possibilidade de ser aplicada a bandeira tarifária, que também faz parte do recurso apresentado pela Aneel, que nós conseguimos suspender no ano passado através da Ação Civil Pública”, alertou Álvaro Campelo.

Tudo isso, claro, nos deixa extremamente apreensivos, porque o povo estava mais tranquilo diante dessa conquista, e agora nós voltamos a viver essa tensão em razão desse recurso junto ao TRF, concluiu Álvaro Campelo.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505