19/01/2016 09h06 - Atualizado em 20/01/2016 09h25

Tribunal em Brasília derruba liminar que suspendia reajuste da energia no Amazonas

O cidadão deverá pagar mais pela conta a partir de amanhã, 20.
Foto: Diário de Aparecida
Foto: Diário de Aparecida

O Tribunal Federal da Primeira Região (TRF1), por meio do desembargador federal Néviton Guedes derrubou a liminar que barrava o reajuste abusivo da energia elétrica na capital amazonense na segunda-feira (18), em Brasília.

A medida significa que o reajuste volta a valer em Manaus e retroativo em todo o Amazonas, a partir do dia 20 de janeiro. O reajuste é de 38,8% e os consumidores irão receber as contas com o reajuste retroativo.

A cobrança havia sido suspensa depois de decisão concedida liminarmente em novembro do ano passado, então a Eletrobras entrou com um novo pedido, o qual foi aceito pelo TRF1.

Na segunda-feira na sede do Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM) vários órgãos anunciaram que vão se unir para tentar reverter e barrar a decisão para que a liminar de suspensão seja mantida.

O Senador Omar Aziz (PSD) publicou uma nota e um vídeo no seu facebook informando os cidadãos da decisão em Brasília e afirmou que vai recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) contra a decisão.

“Um caso grave de insensibilidade da justiça para com uma região. O TRF1, de Brasília, deveria saber o mal que causa ao povo no Amazonas. Esses ministros precisam conhecer nossa realidade pra ver o quanto é ruim uma decisão como a de hoje, errada e injusta. E mais absurda ainda é a insistente ação da Eletrobras em ir pra justiça para impor um aumento que prejudica a vida da maioria dos amazonenses que não tem nenhuma culpa dos desmandos praticados na Eletrobras. Não foi o povo do Amazonas que gerou um rombo nas contas dessa empresa”, declarou em nota.

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505