19/01/2016 14h53 - Atualizado em 19/03/2016 13h02

Último envolvido no homicídio de vendedor ambulante é preso em Manaus

O crime ocorreu em fevereiro de 2015, no bairro Zumbi dos Palmares.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), prendeu, na manhã da última sexta-feira, dia 15, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste de Manaus, Arnalison Pinho de Moraes, 20, conhecido como “Arnaldinho”, envolvido na morte do vendedor Ambulante, Rayfran Uchôa dos Santos, 28, fato ocorrido em fevereiro de 2015.

Conforme o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, Arnalison era o único, entre os três autores da morte do vendedor, que ainda estava em liberdade, mas por meio de um minucioso procedimento investigativo da especializada, ele foi localizado na última sexta-feira na casa da mãe dele, na zona Leste da capital.

“Desde o dia da morte da vítima, nós estamos investigando o caso; já havíamos descoberto a participação de Luana, que ainda se encontra presa, e o envolvimento de um adolescente de 17 anos, o qual já havia sido encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais. Em depoimento, esses dois envolvidos acusaram Arnalison de ser um dos partícipes no crime”, disse.

Durante uma coletiva de imprensa, realizada nesta segunda-feira, dia 18, na sede da DEHS, Arnalison negou qualquer tipo de envolvimento na morte do ambulante e ainda acusou o irmão dele de ter participado desse homicídio, mas essa versão é contestada pela polícia. “Apesar de não acreditarmos, as investigações terão continuidade para identificarmos se há alguma procedência na versão dele”, explicou Martins.

O infrator foi preso em cumprimento a mandado de prisão pelo Juiz da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Moraes Antony. Em razão de Arnalison ter agido com muita violência contra a vítima, ele foi autuado por homicídio qualificado.

Após os procedimentos legais na delegacia, o infrator será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardará a decisão da Justiça.

De acordo com o delegado Ivo Martins, Arnalison estava com Luana Mendonça Maciel, 22 e um adolescente de 17 anos, quando mataram Rayfran, próximo a um bar, situado na Rua Marcelo Santos, bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste de Manaus, em 18 de fevereiro de 2015.

Em depoimento à polícia, eles alegaram que a vítima teria feito menção como se fosse sacar uma arma de fogo na cintura e, neste momento, Luana teria feito Rayfran cair no chão, após lhe atingir com uma garrafa de bebida. Em seguida, enquanto Arnalison acertava a cabeça da vítima com um pedaço de madeira, o adolescente cortou o pescoço dele com um gargalo de garrafa.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505