19/02/2016 15h27 - Atualizado em 19/02/2016 15h27

Deputado quer investigação e punição para as fraudes no seguro-desemprego

Silas e Dermilson Chagas foram acusados de usar o programa para se beneficiar eleitoralmente.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em aparte a um discurso do deputado Dermilson Chagas (PDT), que defendia a retomada do pagamento do seguro-defeso aos pescadores, o deputado Wanderley Dallas (PMDB) afirmou que não se podia minimizar a existência de fraudes no benefício. “No Maranhão houve deputado cassado porque usou esse dinheiro para pagar cabos eleitorais. Isso pode ter acontecido aqui também. É preciso investigar e punir”, afirmou.

O deputado Dermilson Chagas, que é parceiro do deputado federal Silas Câmara e teria se beneficiado, junto com este último, do pagamento do seguro defeso para vencer as eleições, reconhece a existência de fraudes, mas diz que o mais importante é resolver o impasse, que está prejudicando milhares de pescadores. É que o governo federal decidiu, no ano passado, suspender o benefício, em meio à crise financeira que se abateu sobre o país.

O seguro defeso é visto com muita desconfiança desde que foi criado. São recorrentes as denúncias segundo as quais políticos se apoderam da distribuição para se beneficiar eleitoralmente, não apenas no Amazonas.

Por aqui, o presidente da Federação dos Pescadores, Walzenir Falcão, chegou a exercer um mandato de deputado estadual, quando comandava a distribuição do benefício. Mais recentemente, Silas e Dermilson foram acusados de ter usado a mesma estratégia.

Dallas acha que o caso não pode ficar apenas no âmbito das especulações e defende a abertura de inquérito pela Polícia Federal.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505