12/02/2016 17h34 - Atualizado em 12/02/2016 18h28

Dilma se irrita em reunião sobre medidas de combate ao ‘Aedes aegypti’

Presidente não aprovou o filmete da nova campanha de combate ao zika.
Foto: Roberto Stucker Filho
Foto: Roberto Stucker Filho

Os preparativos da força-tarefa do governo federal para o enfrentamento das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, como zika vírus, tem gerado situações desconfortáveis para a presidente Dilma Rousseff (PT) e os ministros. Na última quarta-feira (10) a presidente se irritou com o novo filmete da campanha de combate ao mosquito transmissor do vírus Zika.

Segundo informações do jornal Estadão, a presidente não aprovou o trecho que diz que a população precisa ter cuidado com “o entorno de suas casas”. Para a presidente o problema não é o “entorno, é dentro da casa.

A presidente também se irritou com a distribuição dos ministros que visitarão várias cidades brasileiras, e barrou a vinda do ministro de Minas Energia, Eduardo Braga (PMDB) para Manaus. Segundo o Estadão, a presidente disse que é um momento de União, e que o ministro tem problemas políticos no Estado. Depois disso Braga foi enviado para Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Outro ministro que teve o destino alterado foi o Chefe da Civil, Jaques Wagner, que iria para a Bahia, e agora irá para São Luís, porque a ida para a Bahia “não causaria impacto”.

Em uma nova reunião nesta quinta-feira (11) o problema foi a distribuição dos ministros e assessores nas aeronaves da Força Aérea. Havia quem queria ir sozinho, e quem quisesse ir com 30 assessores. No final da distribuição, alguns ficaram em voos comerciais.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505