15/02/2016 09h46 - Atualizado em 15/02/2016 09h46

Governador abre ano letivo de 2016 no Amazonas

A abertura será realizada às 16h desta segunda-feira, 15.
Foto: Alan Marques
Foto: Alan Marques

Nesta segunda-feira (15), às 16 horas, com a reinauguração da escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Professor Djalma da Cunha Batista, o governador do Estado do Amazonas, José Melo, abrirá oficialmente o ano letivo da rede pública estadual de ensino em 2016. Neste dia, 515 mil estudantes e 28.928 professores nos 62 municípios do Amazonas retomarão as atividades escolares.

Marcando a abertura do ano letivo de 2016, o Governo do Estado reinaugura em Manaus a escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista que passa a ser a primeira escola pública de educação básica a oferecer ensino bilíngue japonês no Brasil.

Tradicional escola amazonense inaugurada em 1980, a unidade de ensino está localizada na Avenida General Rodrigo Octávio, nº 1600, bairro Coroado I, em frente à Universidade Federal do Amazonas (Ufam). “É mais um projeto inovador do Governo do Estado que pretende marcar a educação e o desenvolvimento de centenas de crianças e jovens. Além de funcionar com o projeto de educação em tempo integral, no qual o estudante terá acesso a conteúdos reforçados, desporto, iniciação científica, além de alimentação, a escola marcará o início de um novo ciclo na educação em nosso Estado, oferecendo ensino bilíngue de qualidade”, citou o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva.

O projeto de escola bilíngue que será desenvolvido pelo Governo do Estado via Seduc, conta com parceria institucional do Consulado Geral do Japão em Manaus, da Associação Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental (Nipaku) e Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

“Acreditamos que o ensino bilíngue marcará o processo de desenvolvimento dos alunos que serão atendidos pela escola que, além do ensino formal, procurará difundir aos estudantes valores observados na sociedade japonesa. É nosso objetivo, por exemplo, que os estudantes absorvam valores de coletividade, paz, respeito às diferenças e honestidade”, mencionou o gestor da escola estadual Djalma Batista, Orlando Moura.

O valor da obra educacional foi de R$ 10.522.510, 29 e após reforma e ampliação, a escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da CunhaBatista passa a contar com 25 salas de aula, salas de leitura, quadra poliesportiva, piscina semiolímpica, auditório, biblioteca, sala de artes, laboratório de ciências, brinquedoteca, videoteca, laboratório de informática, refeitório, sala de jogos, gabinete odontológico, enfermaria, sala de descanso e academia. Todo o espaço escolar é adaptado para o atendimento a pessoas com necessidades especiais.

A escola possuirá capacidade para atender mil estudantes, oferecendo a modalidade de tempo integral em ensino fundamental do 6º ao 9º ano. A instituição de ensino contará ainda com 50 profissionais, sendo 50 professores e dez servidores administrativos.

Sala Temática
Com a nova estrutura, a escola estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista contará ainda com um ambiente de mídias para o ensino da língua japonesa. Os equipamentos da sala temática são parte de um projeto da Seduc, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores do Japão.

De acordo com o gestor da escola, Orlando Moura, o ambiente de mídias funcionará como uma sala de reforço para auxiliar o ensino da língua japonesa pelos professores. “A sala temática está equipada com modernas instalações que facilitarão o ensino da língua japonesa, já que os professores e alunos terão à sua disposição ferramentas de áudio, vídeo e leitura, funcionando como um laboratório de informática”, explicou o gestor da escola.

O termo de doação dos equipamentos do ambiente de mídias para a escola Djalma Batista será assinado pelo governo do Estado e o Ministério das Relações Exteriores do Japão, durante a reinauguração da unidade de ensino.

Ano letivo nas escolas do Estado
De acordo com calendário escolar de 2016, o ano letivo iniciará no dia 15 de fevereiro e se estenderá até o dia 16 de dezembro (em escolas estaduais do interior) e 19 de dezembro (em escolas estaduais da capital).

Neste dia 15 de fevereiro, 587 escolas da rede pública estadual iniciarão as atividades escolares das quais, 229 em Manaus e 358 no interior. Conforme dados preliminares, estima-se que 515.885 alunos retornem às aulas nas escolas da rede pública estadual, sendo 258.515 estudantes do ensino fundamental, 207.120 do ensino médio, 49.270 da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e 980 da Educação Especial.

Biografia Djalma da Cunha Batista
Djalma da Cunha Batista nasceu em 20 de fevereiro de 1916, no município brasileiro de Tarauacá, localizado no estado do Acre. Foi médico, escritor brasileiro e membro da Academia Amazonense de Letras (AAL) e do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas.

Filho de Gualter Marques Batista e Francisca Acioli da Cunha Batista, viveu em uma pequena localidade no Acre até o ano de 1929 quando mudou-se para Manaus e cursou o ensino secundário no tradicional Colégio Dom Bosco.

Colou grau em Medicina na Bahia, em 1935. Retornando a Manaus em 1939, construiu sua carreira de médico e posteriormente de escritor.

Colaborou com regularidade na imprensa amazonense, tendo presidido a Academia Amazonense de Letras. Além disso, também foi vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura e diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505