22/02/2016 12h49 - Atualizado em 22/02/2016 12h53

José Melo inaugura escola que será administrada pela PM no Santa Etelvina

Outras três escolas, que estarão sob gestão da PM, entrarão em funcionamento ainda este ano.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A quinta escola da rede estadual em Manaus sob a gestão da Polícia Militar, a Escola Estadual Professora Eliana de Freitas Moraes, localizada no conjunto Lago Azul, bairro Santa Etelvina, zona norte da cidade, abriu as portas nesta segunda-feira, 22 de fevereiro, com inauguração feita pelo governador José Melo. Esta é a primeira unidade de ensino de outras três escolas que entrarão em funcionamento, este ano, no modelo de administração partilhado entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a PM, o que vai dobrar a quantidade de vagas e o número de escolas no segmento.

A nova escola vai atender a 2.940 estudantes do bairro nas modalidades de ensino fundamental (1º ao 5º ano), (6º ao 9º ano), ensino médio e educação de jovens e adultos, nos turnos matutino, vespertino e noturno. A estrutura é de escola de Tempo Integral, mas ela vai funcionar em ensino padrão por conta da alta demanda da região. O investimento na obra foi de R$ 13,1 milhões. Além das salas de aula, há estrutura de piscinas, quadra poliesportiva, campos de futebol e laboratórios.

“Ela vem preencher uma lacuna nessa região, que não tinha escola. Os alunos iam estudar em escolas distantes da sua casa, com os problemas de deslocamento. Aqui era uma escola de tempo integral, mas tivemos que mudar porque explodiu a demanda. O condão é de trabalhar o ensino, a qualidade da educação, mas também movimentar a população em torno da segurança pública. O espírito aqui é o do ‘Todos pela Vida’, onde todos do governo ajudam. É uma escola que significa alívio para o povo, porque junto dela vem todo um aparato de segurança que vai ajudar a melhorar a qualidade de vida aqui”, explicou José Melo.

Segundo o governador, a instalação de escolas em regiões de elevados indicadores de violência com administração policial tem alcançado resultados positivos. Por isso, o planejamento é expandir o modelo para outros bairros considerados estratégicos para o fortalecimento da segurança pública.

Inaugurações – Nos próximos meses, o governo estadual deve inaugurar mais três escolas sob o comando da PM. O Centro de Educação de Tempo Integral que funciona na faculdade Nilton Lins, a nova escola do Conjunto Residencial Viver Melhor, no Santa Etelvina, e uma escola no bairro da Compensa, zona oeste da cidade. “Essa é uma escola especial para essa região, juntamente com a escola do Viver Melhor, que também foi planejada para ser de tempo integral, mas que nesse momento ainda não será por conta da demanda. No modelo de tempo integral, ela atenderia pouco mais de mil alunos, e assim ela tem capacidade para quase três mil”, enfatizou o secretário de Educação, Rossieli Soares, sobre a escola do conjunto Lago Azul.

“O projeto político-pedagógico será seguido, mas temos ajustes e complementos da parte especial. Estamos ligados na comunidade e vamos absorver os projetos e os anseios na parte educacional e nunca esquecendo o viés da parte de segurança pública, que é o apoio comunitário”, enfatizou o diretor da unidade, Coronel Fábio Pacheco.

Pelo modelo de gestão, os equipamentos pedagógicos, disponibilização e remuneração de professores, merenda escolar, manutenção predial e outras providências são de responsabilidade da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Já o gerenciamento e regimento são de responsabilidade da Polícia Militar.

Em 2015, 10.205 estudantes estavam matriculados nas quatro escolas públicas estaduais em funcionamento na cidade de Manaus. A partir da duplicação da oferta, em 2016, 20.855 alunos serão beneficiados por este modelo de ensino.

Atualmente, a Seduc possui no modelo de gestão militar o Colégio Militar da Polícia Militar I (CMPM1), localizado no bairro Petrópolis; o Centro Educacional de Tempo Integral Marcantonio Vilaça 2 (CMPM2), localizado no bairro Cidade Nova; a escola estadual Waldocke Fricke de Lyra (CMPM 3), localizada na comunidade Parque São Pedro e a escola estadual Áurea Pinheiro Braga (CMPM 4), localizada na comunidade Gilberto Mestrinho.

Durante a solenidade, o governador José Melo enfatizou que mais de R$ 287 milhões serão investidos na educação em 2016, recursos que serão empregados na ampliação e melhorias na rede de ensino em todo o Estado. Neste primeiro semestre, a programação da Seduc é inaugurar 24 novas escolas na capital e interior. “Só este ano, estamos construindo 12 escolas de tempo integral, sendo que 10 delas no interior. Vamos investir mais de R$ 287 milhões em educação. Construção de escolas de tempo integral, ampliação de escolas, adaptação de escolas para o modelo de tempo integral e a construção de novas escolas padrão”, afirmou o governador do Amazonas.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505