22/02/2016 13h37 - Atualizado em 22/02/2016 20h40

Lula perde força no Nordeste e sua rejeição chega a 61%

Desde outubro, a intenção de voto em Lula vem caindo: passou de 41% para 33%.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A rejeição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresceu 6 pontos percentuais desde outubro, segundo pesquisa Ibope divulgada pelo jornal O Estado de São Paulo nesta segunda-feira (22). Na consulta, 61% afirmam que não votariam no petista, maior taxa de rejeição entre os presidenciáveis testados pelo Ibope.

Desde outubro, a intenção de voto em Lula vem caindo: passou de 41% para 33%, sendo que 19% dos entrevistados afirma que votaria com certeza e 14% que talvez o escolhesse como presidente. A maior redução ocorreu no Nordeste, onde, pela primeira vez em dez anos, o potencial de voto do ex-presidente (47%) se equivale tecnicamente à sua rejeição (48%). Entre os possíveis adversários de Lula, o mais rejeitado é José Serra (52%), seguido de Geraldo Alckmin (47%), Ciro Gomes (45%), Aécio Neves (44%) e Marina Silva (42%).

Um grupo composto por 7% dos entrevistados rejeita todos os nomes. Lula, porém, foi o único que teve o índice elevado: o de Marina caiu oito pontos percentuais; Ciro, sete; Alckmin, cinco; e Aécio e Serra, dentro da margem de erro. Na comparação, mesmo sem diferença marcante, Lula ainda tem mais votos garantidos do que todos os outros: são 13% de eleitores exclusivos, contra 8% de Aécio e 7% de Marina Silva.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505