16/02/2016 13h29 - Atualizado em 16/02/2016 13h31

Oposição vai apoiar qualquer proposta do governo que não seja uma “peça publicitária”, afirma Pauderney Avelino

Líderes dos partidos de oposição se reuniram para afinar o discurso.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Líderes da oposição na Câmara afinaram o discurso e anunciaram, após reunião na manhã desta terça-feira, que seguirão a estratégia do PSDB e vão apoiar as reformas estruturantes na economia, como a da Previdência Social, que serão enviadas pelo governo. Assim como o PSDB, o DEM e o PPS ponderam que a adesão está condicionada ao apoio às propostas de partidos da base aliada, principalmente do PT, e não se estende a medidas de aumento de impostos.

Líder do DEM, o deputado Pauderney Avelino (AM) afirmou que a oposição vai apoiar qualquer proposta do governo que não seja uma “peça publicitária”. Segundo ele, os opositores vão avaliar as reformas estruturantes que o governo quer mandar ao Congresso, desde que contem com apoio da base aliada. “Sem aumento de impostos e sem CPMF”, ponderou. Apesar da disposição em apoiar, o democrata disse acreditar que o governo não tem condições políticas de enviar reformas.

Com a justificativa de que a crise econômica é grave e, por isso, não pode se transformar em palco para luta política, a bancada do PSDB decidiu apoiar o governo em algumas das chamadas reformas estruturantes na economia. Inicialmente, a divulgação da estratégia dos tucanos pela imprensa não foi bem recebida pelos outros partidos da oposição, que criticaram a ideia.

Deputados do PSDB reconheceram, reservadamente, que o partido pode ter se precipitado ao não comunicar previamente às outras legendas da oposição sua nova estratégia na Câmara. “Talvez tenha sido precipitada a divulgação. Como é uma coisa confusa, talvez devesse ter sido precedida de uma conversa preliminar”, disse um tucano. Após a reunião desta terça-feira, contudo, eles dizem que apararam as arestas e afinaram o discurso.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505