03/02/2016 08h58 - Atualizado em 4/02/2016 10h27

Por farsa, governistas cogitam pedir cassação de José Ricardo

Para deputados da base, a farsa caracteriza quebra de decoro parlamentar.
Ricardo Nicolau, corregedor da ALE-AM. Foto: Dircom/ ALE-AM
Ricardo Nicolau, corregedor da ALE-AM. Foto: Dircom/ ALE-AM

Após denúncia do líder do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSD), de que o rapaz que jogou dinheiro falso no governador José Melo (PROS) na última segunda-feira (1º) foi orientado por servidores do gabinete do deputado José Ricardo (PT), e que o dinheiro foi impresso também no gabinete do parlamentar, o deputado Ricardo Nicolau (PSD), corregedor da ALE, anunciou nesta terça-feira (2) que pedirá a abertura de inquérito policial para apurar os fatos em torno da manifestação na qual um homem atirou notas de dinheiro falso no governador do Estado, José Melo (PROS), e a contribuição do deputado no fato. O resultado do inquérito, poderá servir como base em um processo contra o deputado por quebra de decoro parlamentar.

Para Nicolau, mesmo o dinheiro jogado no governador tendo sido impresso em preto e branco, em papel ofício, e estando modificado com a imagem do governador, o ato pode se enquadrar como falsificação de moeda, e o ato de jogar o dinheiro no governador caracterizaria, segundo ele, como lesão corporal.

O deputado José Ricardo negou participação do ato de Hinaldo, e disse que se for para apurar a manifestação do rapaz é para apurar tudo, inclusive a participação de servidores do governo ou da ALE-AM nas manifestações em horário de expediente.

Denúncia

Da tribuna da ALE, o deputado David Almeida denunciou nesta terça-feira, com a ajuda de imagens das câmeras de segurança da Casa, que Hinaldo Castro, 20, o rapaz que jogou o dinheiro falso no governador José Melo, chegou na ALE às 7h45 e se seguiu direto para o gabinete do deputado José Ricardo. Após algum tempo, aparece em várias imagens tentando se aproximar do governador. Em imagens captadas durante a coletiva, um dos servidores do deputado aparece dando sinal para um homem, já no final da coletiva, para gravar a entrevista no celular. O mesmo servidor aparece em seguida se aproximando da área em que Hinaldo estava posicionado.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505