16/03/2016 14h25 - Atualizado em 16/03/2016 18h34

Ao colocar Lula em seu governo, Dilma renuncia mesmo permanecendo no cargo, diz Pauderney Avelino

Oposição entrou com ação popular contra a permanência de Lula no Ministério.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após a confirmação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitou ser ministro de Dilma e agora é o titular do Ministério da Casa Civil, parlamentares e famosos voltaram a demonstrar insatisfação nas redes sociais. O deputado federal pelo Amazonas e líder do DEM, Pauderney Avelino, publicou nota em sua conta no Facebook manifestando indignação.

O parlamentar afirmou que a presidente Dilma responderá na Justiça por crime de desobediência e obstrução. “A presidente Dilma, ao colocar Lula em seu governo, renuncia mesmo permanecendo no cargo. Já ingressamos a ação popular e se um juiz de primeira instância acolhê-la e, mesmo assim, Lula for mantido, Dilma Rousseff responderá por crime de desobediência e obstrução à Justiça”, escreveu.

Na última terça-feira (15), o deputado afirmou que “Lula como ministro é um escárnio à população”. “Lula como ministro é um escárnio à população. Isso é um tapa na cara da sociedade brasileira, que já demonstrou claramente que não quer mais o PT. Há um claro desvio de finalidade e uma afronta ao princípio de moralidade. Essa indicação serviria apenas para blindar Lula ao conceder a ele o foro privilegiado. Não vamos deixar isso passar e assim como já “derrubamos” o ministro da Justiça, faremos a mesma coisa com Lula”, disse.

Celebridades insatisfeitas com as manobras do governo Dilma também se manifestaram nas redes sociais. A apresentadora Ana Maria Braga foi uma delas, em um dos post ela convida seus seguidores e assinarem um abaixo assinado intitulado como “Não aceitamos a nomeação de Lula”. Outra imagem que circulou na web tem uma imagem do ex-presidente com a frase “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia: quando um rico rouba, vira ministro”. A frase teria sido dita por Lula em tempos de militância.

Redação AM Post

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505