21/03/2016 14h46 - Atualizado em 21/03/2016 14h46

Aproximadamente 30% dos grampos de Lula ainda não foram divulgados

O motivo é garantir a segurança de Sérgio Moro e dos demais membros da Lava-Jato.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após o jornalista Ricardo Noblat anunciar em seu Twitter uma suposta bala de prata que mataria Lula de vez, uma gravação na qual o ex-Presidente tramaria “dar um jeito” em Sérgio Moro, as redes sociais entraram em polvorosa. Questionado, Noblat respondeu que Moro dispunha da gravação.

O site Sul Connection ouviu com exclusivdade um Procurador da República com acesso aos bastidores da Lava-Jato. Falando em off, ele confirmou: até agora foram divulgadas, no máximo, 70% das gravações envolvendo o ex-Presidente. Aproximadamente 30% seguem em sigilo. O motivo? Proteger a segurança de Sérgio Moro e dos demais envolvidos na Operação Lava-Jato.

Quem acompanha de perto os passos da Lava-Jato em Curitiba também notou algo diferente desde a semana passada. Moro, um juiz tranqüilo e avesso a grandes aparatos de segurança, aumentou sensivelmente a sua própria escolta. As medidas de proteção em suas chegadas e saídas na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba também se tornaram mais detalhadas, buscando aumentar o cordão de proteção em torno do juiz.

Para o Procurador ouvido pelo Sul Connection, a possibilidade da gravação anunciada por Noblat existir não é pequena.

Caso exista, com a liminar de Gilmar Mendes garantindo o processo sob tutela de Sérgio Moro, a prisão de Lula deve estar muito mais próxima do que os petistas gostariam.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505