10/03/2016 09h53 - Atualizado em 10/03/2016 09h53

Com menos R$ 4 milhões ao mês, Josué fala em novo corte de despesas

Previsão é que o orçamento da ALE-AM feche o ano com menos R$ 55 milhões.
Foto: ALE-AM
Foto: ALE-AM

O presidente da Assembleia Lesgislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD), disse nesta quarta-feira (9) que, devido a crise, o Poder Legislativo poderá ter, este ano, uma frustração de R$ 55 milhões no seu orçamento, e por isso já fala em um novo corte de despesas para poder arcar com seus compromissos até o final do ano, sem precisar demitir servidores.

Segundo ele, desde janeiro a Casa vem perdendo cerca de R$ 3,5 a R$ 4 milhões por mês no duodécimo, que é repasse mensal que o Estado faz ao Parlamento.

O presidente disse que a diretoria-geral da Casa está realizando estudos das despesas que poderão ser suspensas ou reduzidas, e citou entre elas o corte de 5% a 10% dos contratos com fornecedores e a redução das gratificações pagas aos servidores. Segundo ele, após a conclusão dos Estudos, as propostas de redução serão apresentadas aos demais deputados em reunião.

” Todos os dias a gente ouve informações de que o Executivo vai enviar para cá, para a Assembleia, uma nova reforma administrativa que visa cortar alguns gastos, e a Assembleia não é diferente, vamos apresentar novas medidas de contenção de gastos”, disse. “Não vamos cortar salário dos servidores, mas estamos avaliando diminuir as gratificações. Isso é algo que está sendo estudado. Não é uma medida minha pessoal, vamos conversar com os colegas deputados”, completou.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505