23/03/2016 10h35 - Atualizado em 23/03/2016 20h23

Deputados estaduais do AM ficam no ‘Bloco dos Sem Partido’

Seis parlamentares da Casa trocaram de partido nas últimas três semanas.
charge-01

Os deputados estaduais que aproveitaram a ‘janela partidária’ da recente Reforma Eleitoral para trocar de partido, ficaram no “Bloco dos Sem Partido” até que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) defina a nova redistribuição dos blocos de tempo de discurso no plenário. Seis parlamentares da Casa trocaram de partido nas últimas três semanas.

O presidente ALE-AM, deputado Josué Neto (PSD) convocou, nesta terça-feira (22) em plenário, os deputados estaduais a informarem à Mesa Diretora do Parlamento os partidos para onde migraram até a próxima segunda-feira (28) para redefinição dos blocos partidário. Até lá, os parlamentares que anunciaram a saída de seus partidos, mas não informaram o partido novo à administração da Casa, ficarão no “Bloco dos Sem Partido”, segundo o presidente.

Troca-Troca

Pelo menos seis parlamentares trocaram de partido nas últimas três semanas. Belarmino Lins, deixou o PMDB para ir para o PROS. A deputada Alessandra Campelo saiu do PCdoB para se filiar ao PMDB. Platiny Soares deixou o PV para seguir o DEM. Dermilson Chagas deixou o PDT para se filiar ao PEN. O deputado Francisco Souza deixou o PSC para se filiar ao PTN. E o deputado Adjuto Afonso anunciou que deixará o PP, mas não afirmou para onde iria. A reportagem apurou que ele avalia ir para o PDT.

Estratégia

O troca-troca partidário é muitas vezes justificado como mudança de consciência política, mas a realidade é que os interesses políticos falam mais alto. Muitos dos que trocaram de partido estão de olho em projetos mais ousados para as eleições deste ano. É o caso, por exemplo, da deputada Alessandra, que ao perceber que não haveria espaço para a candidatura majoritária para as eleições deste ano no seu partido anterior, migrou para o PMDB.

Blocos

A distribuição dos blocos na ALE-AM é uma forma de dividir o tempo disponível no plenário. A divisão é feita de acordo com a orientação política de cada partido. Hoje os blocos são divididos em três: bloco da Base Governista, formado por partidos que apoiam o governador José Melo; bloco de oposição, composto por aquele contrário ao Governo, e o bloco independente, que não é base e nem oposição.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505