18/03/2016 15h09 - Atualizado em 18/03/2016 15h10

Ele não é melhor do que ninguém, mas se julga uma espécie de príncipe, disse Pauderney Avelino sobre Lula

A declaração foi dada após divulgação de “carta aberta” do ex-presidente.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após divulgação de “carta aberta” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última quinta-feira (17), na qual diz confiar no Supremo Tribunal Federal (STF) e espera justiça, parlamentares do Amazonas se posicionam em apoio e contra Lula.

O deputado federal Pauderney Avelino, que apoia o impeachment da presidente Dilma e é contra a nomeação de Lula para o Ministério da Casa Civil, afirma que Lula se sente superior ao povo brasileiro.

“Ele se julga um cidadão superior, mas ele é um cidadão comum, igual qualquer outro. E você acha normal um cidadão ficar pressionando o Supremo Tribunal Federal ou o ministro da fazenda para acionar a Receita Federal da forma que ele fez? Ele não é melhor do que ninguém, mas se julga uma espécie de príncipe”, disse.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que é uma ferrenha defensora do governo do PT e que afirma que o impeachment e toda a manifestação dos opositores é “golpe”, disse que a carta foi “serena” e que tinha apenas opiniões pessoais do ex-presidente.

“A maior parte delas são falas onde ele expressa opiniões. Não tem nenhuma ilegalidade, não tem nada, porque se tivesse, é obvio que o juiz Moro, que é quem acompanhava o processo, já teria punido ele (Lula) com a supressão da sua liberdade”, disse.

A Carta

No documento, que foi enviado pela assessoria de imprensa de Lula, ele diz lamentar os tristes e vergonhosos episódios das últimas semanas”. Contudo, ele acrescenta que esses atos não o farão descrer da instituição do Poder Judiciário.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505