Em Iranduba, programa vai capacitar alunos em desenvolvimento de software

Com 160 vagas oferecidas no município, os cursos deverão ser realizados no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Izabel Desterro e Silva.
16/03/2016 13h39 - Atualizado em 16/03/2016 13h39
Foto: Valdo Leão (Secom)

Depois de capacitar mais de 175 estudantes da rede pública em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), o Governo do Amazonas vai levar o Programa para a Formação de Desenvolvedores de Softwares para o município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) ainda no primeiro semestre de 2016. Por meio da iniciativa, os jovens aprenderão a desenvolver aplicativos e programas para celulares, tablets e computadores.

Com 160 vagas oferecidas no município, os cursos deverão ser realizados no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Izabel Desterro e Silva, localizado na rodovia Carlos Braga. Segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o edital de seleção específica para Iranduba, com todas as informações destinadas aos que desejam pleitear as vagas deve ser lançado nas próximas semanas.

Inicialmente beneficiando alunos de Manacapuru e Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), o programa deve chegar a 14 municípios nos próximos anos. De acordo com o governador José Melo, a iniciativa entrará em operação em cinco cidades este ano, entre elas Coari e Tefé. A meta do governo é criar escritórios de desenvolvimento de softwares no interior, gerando novos negócios.

“Você dá a esses alunos o conteúdo da modernidade, o que a informática pode dar, e eles podem entrar nesse novo mercado de trabalho. Fizemos isso em Itacoatiara e agora vamos entrar em mais cinco cidades. Coari, Tefé e municípios polos para que nossas crianças também tenham oportunidade”, disse Melo.

Parceria – Executado pela Seduc, o Programa para a Formação de Desenvolvedores de Softwares é realizado em parceria com a Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) e a empresa de referência na área de tecnologia de informática e comunicações (Envision).

Lançada em 2014, a capacitação é direcionada a estudantes do 9º ano do ensino fundamental, médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), sendo pré-requisito para a participação que o aluno interessado tenha conhecimentos básicos de informática e resida nos municípios de aplicação do projeto (seja em zona rural ou urbana).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505