01/03/2016 13h29 - Atualizado em 1/03/2016 13h29

Exploração do Potássio vai gerar 10 mil empregos no AM

Cerca de 4,7 mil empregos serão gerados já na construção da fábrica.
Deputados durante a reunião do Parlamento Amazônico em Palmas (TO). (Foto: Lia Mara)
Deputados durante a reunião do Parlamento Amazônico em Palmas (TO). (Foto: Lia Mara)

A exploração do Potássio do Amazonas pode gerar, no mínimo, 10 mil empregos diretos nos próximos 30 anos. A estimativa é do deputado Sinésio Campos com base em dados apresentados por representantes da Potássio do Brasil na 5ª Reunião do Parlamento Amazônico na quinta-feira (25).

De acordo com o parlamentar, a empresa vai gerar 4,7 mil empregos já no período de construção da fábrica de beneficiamento do potássio, e mais 1 mil na produção após a conclusão da obra, que somados a mão de obra ligada a serviços de custeio, e terceirizados podem gerar de 10 a 15 mil empregos, segundo ele. O mineral, por estar presente na composição de tintas, detergentes, borrachas, também pode influenciar a produção desses produtos, segundo Sinésio.

“Só na malha de produção a geração de emprego chega a ordem de 10 a 15 mil empregos diretos. Imagina quanto isso vai refletir na agricultura, e em outras áreas em que esse insumo vai alavancar a economia”, disse. A declaração foi dada nesta terça-feira (1º) na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) após pronunciamento sobre o assunto da Tribuna da Casa. Sinésio acredita que o mineral também vai influenciar o mercado de tintas, borrachas,

Segundo dados da Petróleo do Brasil, o país importa 96% do potássio que consome, e o Amazonas tem reservas para atender 25% dessa demanda nos próximos 30 anos.

BR-319

Outro assunto abordado pelo parlamentar foi os entraves que ainda estão impedindo a recuperação da BR-319 que liga Manaus a Porto Velho. A ministra de Agricultura, Kátia Abreu disse durante a reunião do Parlamento Amazônico que não adianta o governo federal investir no aumento da produção agrícola no Amazonas, se não existe estrada para escoar com mais facilidade essa produção.

Sinésio disse que o assunto será um dos focos do debate da 6º Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico prevista para o dia 23 de março na Assembleia Legislativa de Rondônia.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505