09/03/2016 09h42 - Atualizado em 9/03/2016 09h46

Mulher desempenha o mais importante papel na formação social, diz Josué Neto

Declaração foi dada durante homenagem às mulheres na ALE-AM
(Foto: Danilo Mello/ ALE-AM)
(Foto: Danilo Mello/ ALE-AM)

Na abertura das comemorações do Dia Internacional da Mulher nesta terça-feira (8), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o presidente do Parlamento, deputado Josué Neto (PSD), defendeu a necessidade de debater e melhorar ações legislativas e sociais para garantir direitos à mulher, e destacou o importante papel social da mulher na formação da sociedade.

Para o presidente, mais que um dia para relembrar as conquistas da geração feminina, é um dia de refletir sobre as falhas dos sistemas sociais que precisam ser melhoradas, como na área de proteção à mulher. “Hoje o legislativo está levantando esse questionamento para que a sociedade entenda que existem falhas, mas que o sistema tem tentado e pode melhorar. Estamos aqui para debater isso. O parlamento nasceu para isso. É o lugar onde a gente debate, apresenta as dificuldades, e descobre soluções”, afirmou.

No seu discurso, Neto ainda destacou o papel predominante da mulher na educação familiar e na formação da sociedade, principalmente na condição de mãe. “Eu acredito muito na educação familiar e a mulher tem total importância e participação na educação e formação social que é aquela passada dentro de casa. A mãe continua sendo essa pessoa tão importante para a sociedade porque a educação começa dentro de casa, e esse papel de grande responsabilidade na maioria dos lares fica para a mulher”, disse.

O presidente falou sobre o assunto minutos antes da palestra ministrada pela juíza da 1ª Vara de Manacapuru, Vanessa Leite Mota, sobre “O papel da mulher no judiciário e o combate à violência doméstica”, que abordou principalmente a legislações que garantem direitos a mulher, como a Lei Maria da Penha, que hoje garantem proteção à mulheres vítimas de violência e penalizam o agressor. Segundo Mota, estudo recente revelou que a cada 15 segundos uma mulher é vítima de violência no Brasil.

Ao falar das primeiras juízas e desembargadoras do Brasil e do Amazonas, Mota defendeu a necessidade de aumentar a participação das mulheres no judiciário. Segundo ela, “na justiça de primeiro grau, dos 148 juízes do TJAM, somente 59 são mulheres”.

Presente no evento, a única deputada da Casa Legislativa, Alessandra Campêlo (PCdoB), abordou o que ela considera as duas maiores conquistas da mulher, o acesso a universidade e o direito ao voto, e defendeu maior participação das mulheres no meio político. “Não estou aqui porque sou mais competente que outras mulheres. Precisamos melhorar nossa participação na política”, disse.

Além do presidente da Casa, Josué Neto, e da deputada Alessandra Campêlo, os deputados Abdala Fraxe (PTN), Luiz Castro (REDE), David Almeida (PSD), Sabá Reis (PR), José Ricardo (PT) e Orlando Cidade (PTN), também estavam presentes no evento.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505