02/03/2016 09h45 - Atualizado em 2/03/2016 09h45

Profissionais de Saúde são capacitados para implantação de brigadas contra o Aedes aegypti

A ação faz parte da estratégia de multiplicar o número de brigadas no combate ao mosquito.
Foto: Assessoria/Semsa
Foto: Assessoria/Semsa

A Prefeitura de Manaus iniciou na terça-feira (1), a capacitação de profissionais para a implantação de brigadas no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. “A ação faz parte da estratégia de multiplicar o número de brigadas no combate ao mosquito, incluindo a capacitação de profissionais dos Distritos de Saúde (Disas) Sul, Leste, Norte, Oeste e Rural”, explicou o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão Neto.

A capacitação para profissionais do Distrito de Saúde Sul teve início na Unidade Básica de Saúde (UBS) Japiim, na rua 31 de Março, nº 70, no conjunto 31 de Março, bairro Japiim, onde seguirá até terça-feira, dia 02. Nos dias 03 e 04 de março, o curso acontecerá na sede do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul), no bairro São Francisco.

O curso iniciado na UBS Japiim tem como meta capacitar quatro profissionais de cada uma das 16 Unidades Básicas de Saúde e das duas policlínicas da área de abrangência do Disa Sul, sendo que dois atuando no horário da manhã e dois no horário da tarde. O curso também vai reunir dois profissionais selecionados entre cada uma das 52 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) que atuam na zona Sul.

De acordo com a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde do Disa Sul, Iêda Rocha e Silva, a capacitação é mais uma das etapas das ações de mobilização e sensibilização de instituições públicas e privadas desenvolvidas pela Semsa, para a criação de brigadas que irão realizar a vistoria semanal na identificação e eliminação de criadouros do Aedes aegypti.

“Cada UBS formará a sua própria brigada e esse grupo de pessoas irá divulgar e multiplicar as informações junto aos outros servidores, e também terão a responsabilidade de implantar brigadas em locais como escolas, empresas centros sociais, de acordo com a área de abrangência da Unidade de Saúde”, explicou Iêda Rocha.

Um dos participantes do curso é o auxiliar de serviços Antônio Carlos Costa, servidor da UBS Morro da Liberdade, que já vem realizando ações de prevenção à proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Na minha rotina diária de trabalho mantenho o alerta constante para qualquer possível foco do mosquito e também procuro orientar na comunidade para não deixarem água acumulada, o que facilita a proliferação do Aedes. Com a capacitação para a implantação de brigadas, teremos informações para fazer o trabalho de maneira mais correta e eficiente”, informou Antônio Carlos.

A principal estratégia das brigadas é a aplicação do check-list Dez Minutos Contra o Aedes, que auxilia na identificação e eliminação de possíveis locais de proliferação do mosquito, destacando que basta uma vez por semana, durante dez minutos, para que a pessoa faça um check-list em todos os locais que possam acumular água, checando possíveis criadouros do Aedes Aegypti. É importante destacar que o mosquito tem um ciclo da vida, do ovo até a fase adulta, que leva cerca de sete a dez dias, e vistoria uma vez por semana pode evitar o nascimento do mosquito e, consequentemente, a transmissão da doença.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505