16/03/2016 21h36 - Atualizado em 17/03/2016 09h04

Saiba todos os assuntos tratados por Lula em ligações grampeadas pela Polícia Federal

Áudios das ligações foram divulgados depois da quebra de sigilo da 24° fase da operação Lava Jato.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Áudio Lula e Dilma

O Advogado Geral da União, José Eduardo Cardozo, disse que o diálogo de Dilma, ao contrário da interpretação da oposição, não estava dando a Lula um documento para ele se livrar de possível ação policial.

Segundo o ministro, a presidente estava enviando a Lula o documento chamado termo de posse, para ele assinar. Isso porque Lula, de acordo com Cardozo, estava com problemas para comparecer à cerimônia de posse marcada para quinta-feira (17).

Áudio de Lula falando de Eugênio Aragão

Áudio de Lula com Nelson Barbosa

O assunto tratado entre o ex-presidente Lula e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa em ligação grampeada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato é um pedido de Lula ao ministro.
Lula diz a Barbosa “que é preciso pressionar os investigadores da Receita federal e acompanhar o que o órgão faz junto com a PF. Num certo momento Lula diz “Porque era preciso você chamar o responsável e falar, que porra é essa?”. Na conversa, Lula também diz que sabia estar sendo monitorado pela PF.

Áudio de Lula com Rui Falcão

Em conversa com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, Lula diz que estava aguardando um mandato de busca e apreensão na casa dele e dos filhos.

Áudio de Lula com Sigmaringa Seixas

Lula comenta com Luiz Carlos Sigmaringa Seixas, que Rodrigo Janot, procurador-geral da República, recusou quatro pedidos de investigação do senador Aécio Neves, mas aceitou um único contra ele.
O ex-presidente fala que Janot, por ter sido nomeado por ele não deveria ter aceitado o pedido de investigação e diz “Essa é a gratidão… Essa é a gratidão dele por ele ser Procurador”.
A estratégia é utilizar a imprensa para constranger Janot.

Lula chama STF de covardes

Lula diz em gravação com a presidente Dilma, que há uma Suprema Corte totalmente acovardada, um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento acovardado “…fica todo mundo no compasso achando que vai acontecer um milagre”.

Lula e Jaques Wagner

Lula conversa com o então ministro chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, e solicita que ele converse com Dilma a respeito “de negócio da Rosa Weber”.

Bônus

Entrevista com o advogado de Lula

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Martins classificou a ação autorizada pelo juiz federal Sérgio Moro como arbitrária e citou que a investigação de Lula não é mais de responsabilidade da Justiça Federal e, sim, do Supremo Tribunal Federal.
Ele disse que o fato é lamentável e que não havia necessidade da divulgação, extrapola o processo e gera convulsão social.

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505