02/03/2016 12h10 - Atualizado em 2/03/2016 12h11

Vai à sanção do Prefeito PL que obriga tipo sanguíneo e fator RH no capacete

Dados também devem estar nos coletes para facilitar atendimento em caso de acidente.
MANAUS, 25/05/2015 
MOTOTAXISTA
FOTO? ROBERVALDO ROCHA / CMM
MANAUS, 25/05/2015 MOTOTAXISTA FOTO? ROBERVALDO ROCHA / CMM

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou nesta quarta-feira (2), por unanimidade, o Projeto de Lei (PL) N°140/2015, de autoria da vereadora Pastora Luciana (PP) que “dispõe sobre a inclusão da tipagem sanguínea e do fator RH no capacete e colete dos mototaxistas da cidade de Manaus”.

O PL justifica que em situações de resgate, os socorristas precisam saber o tipo sanguíneo da vítima para realizar um atendimento e para ter a informação para uma possível reposição através de transfusão.

“Com a inclusão do fator RH e o tipo sanguíneo no capacete e colete, solucionará a perda de tempo que é gasto, nas situações emergenciais principalmente, em caso de vida ou morte”, disse Pastora Lucina.

A parlamentar explicou que estatísticas confirmam que são crescentes os acidentes de trânsito envolvendo mototaxistas no Amazonas, o número vem aumentando anualmente, numa média de cinco acidentes com vitimas fatais por mês, e cento e dez internações por ano.

O projeto foi aprovado em 2ª discussão na casa, e agora segue para sanção do Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505