31/03/2016 09h40 - Atualizado em 31/03/2016 09h47

Zelotes: inquérito que cita Lula, Renan e Jucá está no STF

O inquérito envolve além de Lula, seu filho Luís Cláudio e os senadores peemedebistas Romero Jucá e Renan Calheiros.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O inquérito 1.621 da Operação Zelotes, que cita o ex-presidente Lula, seu filho Luís Cláudio e os senadores peemedebistas Romero Jucá (RR) e Renan Calheiros (AL), foi enviado na íntegra no Supremo Tribunal Federal para manifestação da Procuradoria-Geral da República. A informação foi repassada aos deputados da CPI do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) pelo delegado da Polícia Federal Marlon Cajado. Ele que depôs na última terça-feira aos parlamentares. Cajado disse que aguarda o retorno do inquérito para concluí-lo – ele pode ser cindido ou até mantido na instância superior, já que constam nos autos nomes de parlamentares com foro privilegiado.

Em fevereiro, o juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira, determinou a remessa ao Supremo do depoimento do ex-servidor da Receita João Batista Gruginski, um dos investigados, e documentos conexos.

Ele relatou à PF um suposto repasse de 45 milhões de reais em propina, repartidos entre Jucá, Renan e o ex-senador Gim Argello. Os três negam. Marlon Cajado disse, no entanto, que todos os autos do inquérito subiram à Suprema Corte para definição da competência. Lula já depôs como testemunha e, segundo Cajado, contribuiu com a investigação. Mas, o delgado também disse à Justiça antes que era preciso apurar se o ex-presidente e seus ex-ministros se associaram ou não à quadrilha de lobistas investigados por facilitar com propina a edição de medidas provisórias com incentivos fiscais a montadoras de automóveis

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505