18/04/2016 12h23 - Atualizado em 18/04/2016 12h23

Cunha diz que vai entregar hoje processo de impeachment a Renan

Após chegar às suas mãos, Renan precisa aceitar o pedido e formar uma comissão especial.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), confirmou na manhã desta segunda-feira que entregará hoje o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, aprovado ontem à noite por 367 votos contra 137, ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Após o veredito chegar às suas mãos, Renan precisa aceitar o pedido e, assim, é formada uma comissão especial de senadores para produzir um parecer sobre o processo contra Dilma. Se for aprovada essa primeira fase, a presidente é afastada de suas funções por até 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assume.

Logo após a votação histórica deste domingo, Eduardo Cunha, um dos maiores patrocinadores do impeachment da presidente, já havia dito que pressionaria Renan para dar agilidade à ação. “Quanto mais tempo se levar para decidir no Senado, mais a situação vai piorar. É muito importante que esse processo tenha um desfecho com maior celeridade”, disse.

Para o processo ser instaurado na Casa, é necessária a maioria simples do plenário – metade mais um dos senadores presentes. Na segunda fase, a presidente é julgada pelos parlamentares que ganham a atribuição de juízes. A condenação, no entanto, depende do aval de dois terços dos senadores.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505