13/04/2016 07h27 - Atualizado em 5/05/2016 00h24

Defesa Civil de Manaus registra 104 ocorrências na terça-feira de chuva

Só na zona Norte foram registrados 133,2 milímetros de chuva.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Até as 18 horas da terça-feira, 12, a Defesa Civil de Manaus registrou 104 ocorrências, provocadas pela forte chuva na cidade. Só na zona Norte foram registrados 133,2 milímetros de chuva, que resultaram em alagamentos, deslizamentos de barrancos e até desabamentos de casas.

No bairro Nossa Senhora de Fátima, na zona Norte, foram registrados quatro desabamentos de residências. Não houve vítima lesionada. A Defesa Civil esteve no local e fez o cadastro das famílias. Os moradores estão em casas de parentes e a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) foi acionada para atendimento social.

No beco Teresinha, bairro São Jorge, zona Oeste, ocorreu um deslizamento de barranco que atingiu um muro deixando uma casa em risco. A família foi orientada a sair do imóvel. Para evitar desastres o muro foi demolido e a parede de um cômodo da casa ficou comprometida. A Semasdh fez o cadastro da família para atendimento social.

Na rua Santa Izabel, no Riacho Doce, zona Norte, um barranco deslizou e tomando toda a via. Não houve registro de vítimas e nem risco à residências. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) realizou a desobstrução da via. O deslizamento no local será monitorado pela Defesa Civil.

As áreas mais afetadas pela forte chuva foram às zonas Norte e Leste da capital. Das 104 ocorrências, 43 são de deslizamentos de barrancos nos bairros Amazonino Mendes, Colônia Terra Nova, Colônia Santo Antônio, Canaranas, Riacho Doce, Jorge Teixeira, Monte Sinai, Cidade de Deus, São Jorge, Nova Floresta, Nova Vitória, Vale do Sinai, Alfredo Nascimento, Nova Conquista, Novo Israel, Praça 14 e João Paulo.

Foram registrados, ainda, 19 pontos de alagamentos nos bairros Amazonino Mendes, Chapada, Francisca Mendes, Val Paraíso, Mutirão, Lagoa Azul, Cidade Nova I e II, Rio Piorini, Jorge Teixeira, Novo Reino II, Bairro Novo, Jesus Me Deus, Santa Etelvina, Parque Riachuelo, Loteamento Fazendinha e Riacho Doce.
Outros chamados referiram-se a desabamentos de rip-rap e muros, riscos de deslizamento de barranco, de casa e de muro.

Todas as equipes da Defesa Civil de Manaus permanecem na rua atendendo os chamados. O trabalho de atendimento conta com a parceria das secretarias municipais de Limpeza Pública, Infraestrutura e Assistência Social.

Após esses atendimentos prioritários, a Defesa Civil de Manaus deve retornar a algumas áreas nesta quarta-feira, 13, como nos casos de deslizamento de barranco, para fazer uma segundo vistoria. O objetivo é avaliar o risco e a vulnerabilidade do solo.

O órgão continua em alerta, pois a previsão do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) para esta quarta-feira, 13, é de chuva.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505