24/04/2016 11h32 - Atualizado em 26/04/2016 07h11

Eduardo Braga não votará admissibilidade do impeachment de Dilma no Senado

O ex-ministro de Minas e Energia tirou licença médica, segundo matéria da Veja.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-ministro de Minas e Energia e ex-governador do Amazonas, Eduardo Braga (PMDB) não vai votar a admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff (PT) no Senado Federal, segundo matéria deste domingo (24), da Revista Veja.

O motivo seria porque Braga tirou licença médica. Segundo a matéria o ex-ministro teria tido um câncer de bexiga e descuidou da saúde engordando 30 kg.

No Senado, a licença foi vista como uma forma de Eduardo não precisar votar no processo de impeachment. Ainda segundo a revista, caso ele se ausente mesmo, ele estará automaticamente ajudando o governo

Há informações de que Braga voltará apenas para votar o mérito do impeachment, o que pode demorar até seis meses.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505