19/04/2016 07h05 - Atualizado em 20/04/2016 07h38

Jean Wyllys já tinha avisado que cuspiria em Bolsonaro

Wyllys é deputado do PSOL e apoia o governo petista.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que cuspiu no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no último dia 17, durante a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados afirma em suas redes sociais que foi chamado por Bolsonaro de “veado”, “boiola”, após ter proferido seu voto, mas um vídeo veiculado na internet mostra a farsa montada por Wyllys.

Em entrevista Jean também diz: “Na hora que fui votar, esse canalha decidiu me insultar na saída e tentar agarrar meu braço; ele ou alguém que estivesse perto dele’. Ou seja, ele reconheceu que não tinha certeza se era Bolsonaro ou outro deputado que estaria gritando as tais palavras, que diz ter ouvido.

O vídeo mostra ainda, que Jair Bolsonaro dizia apenas “tchau querida”, frase usada por todos os deputados a favor do impeachment, quando Jean correu cuspiu no rosto dele. Em um dos trechos do vídeo, aparece Wyllys avisando a outro deputado que cuspiria em Jair, antes mesmo dele declarar seu voto.

Jean mostrou na atitude o quanto apoia o atual governo petista, que a maioria dos brasileiros quer ver longe do poder para ver renascer a esperança de um futuro melhor.

Assista o vídeo e veja a farsa de Wyllys. Clique aqui

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505