07/04/2016 10h45 - Atualizado em 7/04/2016 10h45

Ministra nega recurso e delatores de Cunha são autorizados a irem ao Conselho de Ética

A ministra Cármen Lúcia indeferiu o pedido de liminar na manhã desta quinta-feira, 7.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sofreu mais uma derrota no Supremo Tribunal Federal (STF) em seus esforços para barrar o processo contra ele no Conselho de Ética. Na manhã desta quinta-feira, a ministra Cármen Lúcia indeferiu o pedido de liminar apresentado pelo peemedebista, alvo de um processo de cassação, que tentava impedir a audiência de oito delatores da Lava Jato no colegiado.

A defesa do deputado pedia ainda a suspensão da oitiva com Leonardo Meirelles, sócio do doleiro Alberto Youssef, agendada para a manhã desta quinta. Conforme os jornais Folha de S. Paulo e O Globo, Meirelles firmou acordo de delação premiada no qual reforça as denúncias de que o presidente da Câmara recebeu propina na contratação de navios-sonda da Petrobras.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505