05/04/2016 14h14 - Atualizado em 5/05/2016 00h25

Na ALE, Amazonino diz que Gasoduto e Monotrilho foram ‘erro’ e ‘sonho idiota’

Monotrilho foi proposto na gestão do ex-governador Eduardo Braga.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em seu discurso desta terça-feira (5) na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), o ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), criticou a construção do gasoduto Coari Manaus, que para ele foi um “erro absurdo” porque custou R$ 2,5 bilhões e hoje não tem uso. Amazonino ainda afirmou que o projeto do monotrilho foi um “sonho idiota”.

“Fizemos um gasoduto que custou R$ 2,5 milhões para não ter gás. Esses equívocos, esses erros, e ainda se ufanavam disso em outdoors, esses absurdos. Poderíamos ter um sistema de transporte coletivo moderno, mas certos setores meteram na cabeça que a gente tinha que ter aqui um monotrilho, sonhos tolos, idiotas que jamais poderiam correr, debalde a gente ficou rouco discutindo os problemas e a sociedade não tomou conhecimento nem nada. Ficou nessa linha até que não sobrou nada”, disse Amazonino.

O monotrilho foi proposto na gestão do ex-governador Eduardo Braga(PMDB) em 2009 como um dos projetos fundamentais na luta para que Manaus figurasse como subsede da Copa de 2014. Deveria entrar em operação em dezembro de 2013, mas nunca saiu do papel.

O ex-governador foi um dos convidados para a Sessão Especial de Homenagem aos 15 anos da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

* Mais informações em instantes

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505