12/04/2016 10h44 - Atualizado em 13/04/2016 07h05

ONU se diz “preocupada” com tensão no Brasil e pede respeito ao Judiciário

A Organização fez um apelo para que o processo do impeachment não se transforme em um confronto social no país.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Organização das Nações Unidas (ONU) fez um apelo nesta terça-feira para que o processo de impeachment no Brasil não se transforme em um confronto social no país, que os princípios democráticos sejam preservados e que “todos os lados” respeitem o Judiciário. “Estamos acompanhando de perto a situação e já fizemos alguns alertas em algumas ocasiões. A tensão, porém, não parece perder força e continuamos preocupados”, afirmou Ravina Shamdasani, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, em uma conferência de imprensa em Genebra, na Suíça. “Renovamos nosso apelo para todos os lados, para garantir que o Poder Judiciário seja respeitado, que as instituições democráticas pelas quais o Brasil lutou tanto para ter sejam respeitadas e não sejam minadas no processo”, disse.

Na semana passada, a cúpula da ONU alertou que a crise política no Brasil poderia ter um impacto internacional e apelou para que os líderes nacionais atuem para solucionar o impasse que vive o país. Na ocasião, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, indicou que a instabilidade no país entrou no radar da entidade e pediu uma reação “harmoniosa” diante da crise.

“Por enquanto, esse é um problema político doméstico. Mas o Brasil é um país muito importante e qualquer instabilidade política no Brasil é uma preocupação social para nós”, disse Ban Ki-Moon, em Genebra. O apelo foi o primeiro em relação ao Brasil em quase dez anos do comando do coreano na ONU e uma atitude rara nos contatos das Nações Unidas com o país.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505