11/04/2016 14h41 - Atualizado em 11/04/2016 14h52

PC prende homens que mataram covardemente uma professora no conjunto Ajuricaba

Segundo a PC, um dos criminosos atirou porque a professora teria se negado a entregar a bolsa.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

Ação conjunta deflagrada por policiais civis resultou na prisão, na tarde da última sexta-feira, dia 8, do mototaxista Felipe da Silva dos Santos, 22, conhecido como “Pedrinha”, e na apreensão, na madrugada desta segunda-feira, dia 11, de um adolescente de 17 anos, envolvidos no latrocínio da professora de Geografia Rocicleide Saraiva de Souza, ocorrido no início da semana passada, dia 5 de abril. A vítima tinha 49 anos.

Participaram da ação policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob a coordenação, respectivamente, dos delegados titulares: Ivo Martins, Adriano Felix e Abrahão Serruya. A dupla foi apresentada na manhã de hoje, dia 11, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste da cidade.

De acordo com Ivo Martins, Felipe foi preso pela equipe da DEHS na última sexta-feira, dia 8, por volta das 18h, em via pública, no bairro da Paz, zona Centro-Oeste da capital. Com ele foi apreendida a motocicleta Honda Titan 125, de cor preta e placa NDM-8764, utilizada no dia do crime.

Conforme Martins, o crime ocorreu por volta das 16h30, na Rua Oito do Conjunto Ajuricaba, na primeira etapa do bairro Alvorada, zona Centro-Oeste. Segundo testemunhas, a vítima havia acabado de sair da escola onde trabalhava e dividia um guarda-chuva com outra educadora, quando foram abordadas por Felipe, que conduzia a motocicleta e levava o adolescente na garupa.

“O adolescente teria exigido que Rocicleide entregasse a bolsa dela e a mulher teria se recusado a entregar o objeto, razão pela qual ele efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu o tórax da professora. Em seguida, o adolescente desceu da motocicleta e pegou a bolsa da vítima e pertences da outra mulher que a acompanhava. Logo depois os infratores empreenderam fuga”, informou Martins.

A autoridade policial disse ainda que Rocicleide foi encaminhada ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro Alvorada, mas não resistiu ao ferimento e foi a óbito. Após o crime, a dupla vendeu os celulares das vítimas assim que descobriu que estava sendo investigada. Segundo Martins, seria o sétimo roubo que Felipe e o adolescente cometiam, juntos.

O delegado Abrahão Serruya, titular do 10º DIP, declarou que o adolescente foi apreendido pela equipe da unidade policial na madrugada desta segunda-feira, dia 11, na casa da mãe dele, localizada na Rua A do Conjunto Jardim Versalles, bairro Planalto, zona Centro-Oeste. Na última sexta-feira, dia 8, Serruya divulgou em redes sociais recompensa no valor de R$ 1 mil a quem fornecesse informações sobre o paradeiro dos autores do delito.

“Em depoimento, o adolescente confessou participação no latrocínio e afirmou até que houve uma segunda tentativa de disparo na outra professora, mas que a arma acabou falhando. A participação da população foi primordial na captura dos infratores e na tarde de hoje a recompensa será paga ao denunciante”, argumentou Serruya.

O mandado de prisão preventiva em nome de Felipe foi expedido pela juíza do Plantão Criminal, Mirza Telma de Oliveira Cunha. O jovem foi indiciado por latrocínio e após os procedimentos cabíveis, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça. O adolescente responderá por ato infracional análogo ao mesmo crime e será encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505