06/04/2016 06h57 - Atualizado em 6/04/2016 06h57

STF adia julgamento de pedido de liberdade de Marcelo Odebrecht

Ele está preso desde junho do ano passado por envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou, na terça-feira, a análise do pedido de liberdade do empreiteiro Marcelo Odebrecht, preso em junho do ano passado por envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. O adiamento ocorreu porque nem todos os ministros estavam presentes à sessão da Segunda Turma da Corte.

O habeas corpus de Odebrecht havia sido pautado para julgamento pelo relator da Lava Jato no Supremo, o ministro Teori Zavascki. Com a ausência do ministro Celso de Mello, no entanto, o colegiado decidiu adiar a análise do caso, que pode voltar à pauta na semana que vem.

Herdeiro de um dos maiores conglomerados empresariais do país, Marcelo Odebrecht foi condenado no mês passado pelo juiz federal Sergio Moro a 19 anos e 4 meses por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Conforme revelou a coluna Radar há duas semanas, Odebrecht decidiu fazer acordo de delação premiada na Operação Lava Jato e já começou a colaborar com as investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras.

Também foi adiada pelo Supremo a apreciação dos habeas corpus dos ex-executivos da Odebrecht Márcio Faria e Rogério Araújo, que, assim como o ex-chefe, foram condenados a 19 anos e 4 meses de prisão.

Em janeiro, em uma decisão monocrática, o presidente STF, Ricardo Lewandowski, já havia negado o pedido de liberdade de Marcelo Odebrecht. Para o ministro, o empresário poderia obstruir as investigações da Lava Jato caso fosse solto na época.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505