20/04/2016 14h59 - Atualizado em 20/04/2016 14h59

Trio envolvido em dez roubos a colombianos é preso, em Manaus

Os criminosos assumiram a participação em pelo menos nove roubos.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), prendeu em flagrante, na tarde de terça-feira, dia 19, Ícaro Lucas Lopes de Oliveira, 22; Udiney Francisco Medeiros de Souza, 26, e o pastor evangélico José Francisco da Silva Oliveira, 45, por roubo a um casal de colombianos, ocorrido ontem. Na delegacia, o trio confessou participação em pelo menos outros nove roubos na capital.

De acordo com o delegado titular da Derfd, Adriano Felix, o trio foi preso por volta das 13h, na Avenida Cravina dos Poetas, bairro Redenção, zona Centro-Oeste, logo após ter roubado um homem e uma mulher, ambos de 20 anos.

“Os infratores estavam em um veículo modelo Gol, de cor preta e placas JXF-4681, quando abordaram o casal e obrigou os jovens a entrar no carro. Em depoimento, as vítimas relataram que foram forçadas a ficar com a cabeça para baixo enquanto os pertences delas eram roubados, incluindo R$ 1,6 mil em espécie. A ação criminosa durou cerca de quinze minutos até a intervenção da equipe da especializada, que efetuou a prisão do trio”, informou Felix.

Conforme o titular da Derfd, foi a segunda vez que um dos jovens seria vítima dos mesmos transgressores. A primeira situação ocorreu em outubro de 2015, naquela mesma região da capital, mas o fato não chegou a ser comunicado à polícia na época.

Adriano Felix ressaltou que esse tipo de atitude era bastante comum entre as vítimas. “Todos são colombianos que vieram ao Brasil à procura de trabalho e acabaram praticando agiotagem. Por alguns estarem em situação irregular no país e por atuarem em atividade ilegal, eles tinham receio em comunicar os crimes à polícia”, argumentou o delegado.

Durante coletiva de imprensa realizada no prédio da unidade policial na manhã de hoje, Adriano Felix afirmou que Ícaro, José e Udiney chegaram a se passar por policiais civis para praticar os delitos e o modo de agir era semelhante em todas as situações. Segundo o delegado, seis inquéritos de roubo, cuja prática criminosa os autores já confessaram participação, tramitam na Derfd.

“Eles monitoravam a rotina das vítimas. Após elas receberem dinheiro dos clientes, o trio se aproximava delas, no veículo conduzido por Francisco. Ícaro e Udiney faziam as abordagens e as colocavam dentro do carro. Eles continuavam trafegando normalmente pela cidade com as vítimas e após as extorquirem ou as roubarem, as vítimas eram deixadas em qualquer lugar. Os infratores utilizavam um celular preto para simular que estavam armados”, disse Felix.

Ícaro, José e Udiney foram autuados, em flagrante, por associação criminosa e tentativa de roubo majorado. Eles são investigados em inquéritos policiais por roubo, extorsão, cárcere privado e sequestro. Após os procedimentos legais, o trio será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505