17/05/2016 13h06 - Atualizado em 17/05/2016 13h17

Com orçamento apertado, Melo pede que chefes de Poderes cortem despesas

Assunto foi tratado em reunião na sede do governo nesta terça-feira (17).
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em reunião com chefes de todos os Poderes estaduais e auxiliares, na manhã desta terça-feira (17), o governador José Melo (PROS) falou em novo corte de despesas, e uma nova reforma administrativa. A previsão de que a situação financeira do Estado ainda não apresentará melhora nos próximos meses, preocupa o governador, secretários, e gestores. Só nos quatro primeiros meses deste ano o Estado deixou de arrecadar R$ 400 milhões. Isso resultou em uma redução de pelo menos R$ 3 milhões no repasse mensal de recursos para alguns poderes, como o Legislativo.

Participam da reunião represetantes do Ministério Público Estadual (MP-AM), Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ-AM), e Defensoria Pública do Estado (DPE), além do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD), e a vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conselheira Yara Lins. A reunião aconteceu na sede do governo, na avenida Brasil, Compensa, zona oeste de Manaus.

Desde o início da crise, Estado já promoveu quatro reformas administrativas para enxugar a máquina, reduzir os gastos, e equilibrar as contas. O Estado foi seguido por outros órgãos, como a ALE-AM que também reduziu em um total de 35% no valor dos contratos firmados com a Casa e suspendeu serviços como o fretamento de aeronaves, serviços de buffet que atendiam os eventos do Parlamento, e reduçaõ do horário de expediente.

As novas medidas de contenção de despesas já estão em estudos, e deverão ser encaminhadas à Assembleia nos próximos dias.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505