02/05/2016 13h41 - Atualizado em 2/05/2016 14h18

Conselheiro e Advogados pedem prisão de presidente da GRES Vitória Régia

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O carnaval de Manaus novamente é assunto nos corredores do Tribunal de Justiça do Amazonas e no bairro da Praça 14 de Janeiro, isso porque o membro do conselho executivo da GRES Vitória Régia (escola mais antiga do carnaval de Manaus), Sr.Ulisses Ferreira através de seus Advogados, ajuizaram Ação Anulatória na justiça comum do Estado do Amazonas (processo número: 0608227-80.2016.8.04.0001).

Na referida ação judicial, é guerreado um acordo feito entre o atual presidente da agremiação Ivan Martins e Darlan Braga, ex presidente e também membro do conselho, para que fosse anulado o Estatuto da escola em vigor há 03 anos e que elegeu o atual presidente. A manobra judicial, segundo moradores do bairro onde é sediada a escola, tem como objetivo a exclusão da previsão estatutária que assegura o direito de voto aos moradores da Praça 14 de Janeiro, entre outras particularidades.

Nos termos do pedido, os advogados pedem a anulação da Sentença que homologou o acordo, e ainda, que seja realizada a eleição da escola dando direito a voto aos eleitores do bairro, sob pena de aplicação de multa diária por descumprimento ou prisão pelo crime de desobediência, a juíza que analisará os pedidos é Naira Neila Norte que responde pela 2ª Vara Cível em detrimento de licença médica do juiz titular Roberto Santos Taketomi.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505