27/05/2016 06h46 - Atualizado em 27/05/2016 10h39

Crise deixa quase 3 milhões de pessoas sem ter seguro-desemprego

Depois dos cinco meses de direito ao benefício, muitos continuam desempregados.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério do Trabalho divulgou que 542,4 mil pessoas receberam a última parcela do seguro-desemprego neste mês. Desde o começo do ano, já foram 2,862 milhões, número 8% superior ao do mesmo período de 2015 (2,650 milhões).

Os trabalhadores que perdem o emprego também enfrentam um momento difícil para recolocação no mercado de trabalho, já que a economia economia brasileira está fechando vagas em proporção maior que abrindo novas.

A Folha de S. Paulo destaca que, em abril, pelo 13º mês seguido, o mercado de trabalho formal encerrou 62.844 postos de trabalho.

A reportagem conversou com Mariana Tassi Barbosa, 28 anos. A analista de mídias sociais recebeu neste mês a última parcela do seguro-desemprego. Mariana está sem trabalho há oito meses e utilizava o benefício para pagar prestações do apartamento que comprou com o noivo.

O índice de desemprego tem crescido e a situação piora para aqueles que perdem o direito ao benefício pago pelo governo, válido por até cinco meses.

DESEMPREGADOS
O IBGE divulgou que 30,9% dos desocupados nas seis principais regiões metropolitanas do país em fevereiro estavam fora do mercado de trabalho havia mais de seis meses. Trata-se do maior índice para o mês desde 2006.

Fonte: Notícias ao Mundo

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505