10/05/2016 13h39 - Atualizado em 10/05/2016 13h39

DEM vai pedir cassação do presidente interino da Câmara

Pauderney Avelino cita os artigos do Código de Ética que sustentam sua argumentação.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Democratas, sob orientação do líder do partido na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), vai pedir a cassação do deputado Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara. “Com essa decisão monocrática, esdrúxula e descabida de anular a votação do impeachment, o interino feriu gravemente o Código de Ética da Casa e, em virtude disso, pode ser cassado”, argumentou Pauderney.

O parlamentar cita os artigos do Código de Ética que sustentam sua argumentação. No artigo 3º, inciso IX, o Código preconiza que é dever do deputado “respeitar as decisões legítimas dos órgãos da Casa”. O artigo 4º, em seu inciso IV, diz que não se pode “fraudar, por qualquer meio ou forma, o regular andamento dos trabalhos legislativos para alterar o resultado de deliberação”. E o artigo 5º, X, proíbe o parlamentar de “deixar de observar intencionalmente os deveres fundamentais do Deputado, previstos no art. 3º deste Código”.

“O presidente em exercício, que não tem a mínima capacidade de estar à frente da Câmara, desrespeitou todos esses dispositivos e, portanto, merece ser cassado”, justificou Pauderney Avelino.

O parlamentar amazonense já havia anunciado, na semana passada, que faria uma questão de ordem ao plenário da Câmara, pedindo novas eleições para a presidência da Casa. “Entendemos que o cargo está vago e devemos realizar novas eleições para a presidência da Câmara dos Deputados”, disse. “O presidente em exercício deu mais uma amostra de que não tem a mínima condição de exercer este cargo”, finalizou.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505