12/05/2016 20h34 - Atualizado em 12/05/2016 20h34

“É hora de dialogar para reconstruir”, defendeu Josué Neto

Deputado defendeu o diálogo entre Executivo, Legislativo e a populaçã para governo de Temer.
Foto: Alberto César Araújo/ALE-AM
Foto: Alberto César Araújo/ALE-AM

Durante a sessão plenária desta quinta-feira (12), o presidente da Assembleia legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto (PSD), defendeu o diálogo entre Executivo, Legislativo e a população, como características fundamentais para o governo de Michel Temer e apontou que, só com diálogo aberto e franco entre os agentes envolvidos, será possível reconstruir o país após esse momento de instabilidade política, aliada à crise econômica pela qual o Brasil está passando.

Josué Neto iniciou o discurso na tribuna do plenário Ruy Araújo destacando que manifestava um posicionamento firme como membro do PSD, apontando-o como partido importante na conjuntura nacional. Ele lembrou que, no último mandato do Governo do Amazonas, o senador Omar Aziz (PSD), então governador do Estado, conquistou muitos avanços principalmente por ter conduzido os trabalhos respeitando o diálogo com a população e com o Legislativo. Ele destacou ainda que o entendimento proporcionado pelo diálogo resultou em ganhos significativos na área social.

O deputado citou o pronunciamento do Senador Omar Aziz, presidente do Partido Social Democrático (PSD) no Amazonas, durante a sessão desta quarta-feira (11), no Senado, e relembrou que Omar conquistou 70% dos votos nas eleições de 2014. Josué Neto destacou as colocações feitas por Omar, durante os 15 minutos em que pôde defender o voto em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, apontando que as observações foram importantes e coerentes, relacionadas aos trabalhos realizados nos quatro anos do mandato como governador.

O parlamentar concordou: “Em um dos pontos que a presidente Dilma errou, desde o inicio de 2015, quando iniciou seu segundo mandato, foi a falta de diálogo em não conseguir se comunicar com a população e, principalmente, por evitar o diálogo com os senadores e com os deputados federais”.

Neto apoio as cobranças e propostas feitas por Omar Aziz quando defendeu que o próximo Governo, do presidente Michel Temer, deve ser participativo, com diálogo conduzido de forma que proporcione entendimentos, e que permita que os principais problemas do país sejam conversados, para a construção de soluções eficazes. Motivo pelo qual defendeu:

“Não há conhecimento se não houver diálogo. O diálogo sempre é entre duas, três ou quatro pessoas e instituições. Os senadores e deputados federais são as pessoas que estão mais próximas dos seus estados e conhecem a realidade”.

Para Josué Neto, uma das colocações mais importantes feitos pelo senador Omar Aziz, foi cobrar do presidente Michel Temer que faça um Governo com ministros técnicos, sem ceder às pressões de partidos políticos, erro cometido por Dilma. Ele lembrou que, quando estava no Governo do Amazonas, Omar sempre escolheu secretários técnicos nas respectivas áreas de atuação. A crise econômica pelo qual passa o país e os reflexos na Zona France de Manaus, foram outros tópicos importantes.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505