26/05/2016 13h24 - Atualizado em 26/05/2016 13h24

Na abertura da Copa Brasil de Handebol, equipe Adalberto Valle salva noite amazonense

A Copa é realizada pela primeira vez no Amazonas.
Foto: Mauro Neto/Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Pela primeira vez no Amazonas, a Copa Brasil Feminina de Hadebol iniciou na noite da quarta-feira, dia 25, com três jogos na Arena Amadeu Teixeira. Com direito a festa e solenidade de abertura, a competição reúne times do Amazonas, Roraima, Minas Gerais e Pernambuco. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Embora a competição seja realizada dentro de casa, dois times locais “esbarraram” nas grandes equipes do Brasil. Foi o caso do Sul América. O Trem da Colina foi o primeiro time do Estado a entrar em quadra. A vitória contra a equipe de Montes Claros-MG não veio, mas o time do Bairro da Glória dificultou bastante a vitoria do rival por 27 a 22.

“Faltou sorte, só sorte. Se você não tem sorte, não consegue. Você até tenta, mas sem sorte não vai conseguir. Não tem nada perdido ainda, tem jogo até domingo”, declarou a meia-esquerda do Trem, Selma Teles.

Se balançar a rede mais vezes que o adversário não deu certo, ao menos Celma teve um feito para comemorar. A atleta, de 38 anos, foi escolhida pela organização como a melhor jogadora da partida.

“Compensou até mais que a derrota, sinto em dizer pelas minhas amigas… Estou bastante realizada. Todas as equipes são muito fortes. A Copa do Brasil era um sonho que eu almejava, Estou bastante realizada”, comemorou.

Nilton Lins dificulta para atual campeã
A atual campeã da competição e recém-campeã Brasileira, a Português/AESO-PE venceu a segunda partida da noite contra a Nilton Lins por 30 a 24. O representante do Amazonas saiu de quadra sem a vitória, mas mostrou competência e qualidade contra as pernambucanas depois de estar perdendo por mais de 10 gols de diferença.

“Jogar com uma equipe que já vem de um campeonato brasileiro e muitas vezes campeã é difícil. Nós estamos acostumados a só jogar em Manaus. É difícil, é uma equipe muito forte. Nosso objetivo na competição é ficar entre os quatro melhores”, afirmou o técnico da Nilton Lins, José Carlos Ferreira.

Para a técnica da equipe Português/AESO-PE, Monique Costa, a dificuldade sentida pela equipe ficou por conta do clima.

“O time ainda está se adequando ao clima. Estávamos em Maringá e lá estava fazendo 10 graus e elas sentiram a sensação térmica. O clima aqui está muito seco e elas tiveram muita dificuldade no começo, tanto é que tive que rodar a equipe o tempo inteiro. É estreia, geralmente a gente não joga bem na estreia, mas vamos nos adequando conforme a competição”, justificou a treinadora.

Adalberto Valle vence roraimenses
Na disputa contra o Objetivo-RR, a equipe da Atlética Adalberto Valle salvou a noite para os amazonenses. O placar apertado de 25 a 22 mostrou o que foram os jogos no primeiro dia de disputa no Estado.

“A qualidade das partidas estão ótimas são as melhores equipes do Brasil e estamos vendo grandes jogadoras, esquemas táticos e sistemas técnicos. O público que está vindo está sendo brindado com grandes jogos. Todos os jogos são por pontos corridos e todos os jogos estão sendo uma decisão”, destacou o presidente da Liga de Handebol do Amazonas (LIHAM), Jefferson Oliveira.

Jogos desta quinta-feira
Com jogos até o próximo domingo, a Copa Brasil segue com a programação na noite desta quinta-feira, dia 26, na Arena Amadeu Teixeira.

17h30 – Atlética Nilton Lins – AM x Objetivo – RR

19h00 – Português/AESO – PE x Sul América – AM

20h30 – Adalberto Valle – AM x Montes Claros – MG

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505