09/05/2016 14h15 - Atualizado em 9/05/2016 14h15

Vereadores sinalizam apoio ao prefeito por manutenção do valor da tarifa de ônibus

Os empresários do transporte coletivo de Manaus querem reajuste de mais de 12%.
Foto: Tiago Corrêa (CMM)
Foto: Tiago Corrêa (CMM)

A decisão mantida pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgilio Neto (PSDB), contra o aumento da cobrança da tarifa do transporte coletivo, motivou apoio da base aliada na Câmara Municipal de Manaus (CMM), que apresentou Moção verbal ao Chefe do Executivo e repúdio à atitude dos empresários.

“Esta Moção deposita total apoio ao prefeito Arthur pelo não aumento da tarifa do transporte coletivo e repudia a atitude dos que querem elevar a cobrança do sistema do transporte coletivo em Manaus”, defendeu o presidente da Casa Legislativa, vereador Wilker Barreto (PHS).

A Moção, de autoria do líder do prefeito na CMM, vereador Elias Emanuel (PSDB), apesar de ser regimental, foi retirada da pauta a pedido do vereador Waldemir José (PT), que solicitou vista, justificando que a Moção deve ser materializada para ser reapresentada nesta terça-feira (10) na pauta da Ordem do Dia. O pedido foi aceito democraticamente pelo presidente da Casa, ao destacar que Manaus é a única capital do Brasil que há três anos não realiza reajuste de tarifa.

Na oportunidade, Wilker Barreto criticou a atitude do presidente em exercício da Câmara Federal, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que anulou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, esquecendo que o mesmo já circula no Senado. “É um desconhecimento total do regimento interno de um político sem noção. O Plenário é soberano”, criticou Wilker Barreto.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505