16/06/2016 16h53 - Atualizado em 16/06/2016 16h53

Amazonas terá escola bilíngue com francês e curso técnico em Bombeiro Civil

O estado terá sua primeira escola pública estadual bilíngue especializada em língua francesa.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), começa a projetar a expansão da rede de escolas públicas estaduais especializadas em educação bilíngue. Após a concepção da escola estadual de tempo integral Djalma Batista, que foi revitalizada e passou a oferecer, neste ano de 2016, o ensino bilíngue em língua japonesa, o Amazonas deve ganhar, em 2017, sua primeira escola estadual especializada no ensino bilíngue com ênfase em língua francesa.

Com concepção pedagógica diferenciada, a mesma escola, além de disponibilizar aos estudantes a formação bilíngue, deverá também, oferecer ensino médio profissionalizante com a oferta de curso técnico em bombeiro civi.

Nesta quinta-feira, dia 16, o secretário de Estado de Educação, Algemiro Ferreira Lima, conduziu reunião técnica tratando sobre o novo projeto educacional do Governo, na sede da Seduc, localizada no bairro Japiim, zona sul de Manaus. A reunião contou com a participação do subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, Tenente Coronel Rodrigues e do deputado estadual Cabo Maciel, presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

De acordo com a Seduc, a unidade de ensino que adotará o projeto inovador, no ano de 2017, será a escola estadual José Carlos Mestrinho. Localizada na Rua da Paz, Aterro do 40, Distrito Industrial 1, a escola já conta com a parceria administrativa do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas.

Segundo o secretário Algemiro Ferreira Lima, com o novo projeto, o Governo pretende expandir o modelo bem sucedido de escola bilíngue e oferecer oportunidades diferenciadas de formação e desenvolvimento à comunidade estudantil. “Por determinação do governador José Melo, este é um projeto que está sendo elaborado com o máximo rigor e que o Governo tem a pretensão de lançar já no início do ano de 2017. Nossa primeira escola pública estadual em língua francesa deverá oferecer aos estudantes um ensino diferenciado com ênfase na formação bilíngue e aos estudantes do ensino médio uma formação técnica com a oferta de curso técnico em bombeiro civil”, afirmou o secretário da Seduc.

A escola estadual de tempo integral Djalma da Cunha Batista, fica localizada na Avenida General Rodrigo Octávio, nº 1600, bairro Coroado 1, zona leste, e funciona com o ensino bilíngue em língua japonesa. “Para isso, o Governo do Estado, pretende viabilizar parcerias institucionais de modo a expandir o projeto de educação escolar bilíngue e oferecer aos estudantes um ensino de excelência”, completou o secretário da Seduc.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505