06/06/2016 13h46 - Atualizado em 6/06/2016 13h47

Áudio sobre boato de Alessandra Campelo pode ser analisado na Corregedoria da ALE

Líder do governo avalia se conduta de Alessandra caracteriza quebra de decoro parlamentar.
Foto: ALE-AM
Foto: ALE-AM

O áudio em que a deputada estadual Alessandra Campelo (PMDB) orienta a amiga Marta Braga (sobrinha de Eduardo Braga) a divulgar um boato que a energia elétrica faltaria na noite deste domingo, a mando do governador José Melo (PROS), poderá ser analisado na Corregedoria da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). A informação é do líder do governo no Parlamento Estadual, deputado David Almeida (PSD), que informou nesta segunda-feira (6) que já está analisando se o ato da deputada, de divulgar uma informação falsa para denegrir uma pessoa, caracteriza quebra de decoro parlamentar, o que pode ser punido com cassação de mandato.

De acordo com o Regimento Interno da Aleam, no trecho que trata da conduta parlamentar, prestar informações falsas e manipular dados em benefício próprio estão entre as condutas proibidas aos deputados. Se o pedido for apresentado por David Almeida, o pedido será analisado pela Corregedoria, e Comissão de Ética do Parlamento, e em seguida submetido ao plenário, onde são necessários pelo menos 13 votos para cassar o mandato da deputada. O resultado da análise, segundo David, será divulgado nesta terça-feira (7).

No áudio, vazado nas redes sociais neste fim de semana, Alessandra aparece combinando com Marta espalhar a notícia de que Melo mandaria ordenaria um black out de emergia para evitar que uma matéria denúncia contra ele, do Fantástico, fosse transmitida em Manaus. Não houve falta de energia no horário.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505